PUBLICIDADE

'The Voice Brasil': quem é Léo Pinheiro, cantor que fez os quatro técnicos virarem as cadeiras

Tocantinense se apresentou na primeira rodada de Audição às Cegas e impressionou os jurados

27 out 2021 19h53
| atualizado às 20h18
ver comentários
Publicidade

O tocantinense Léo Pinheiro, 36, foi o destaque na primeira noite de Audição às Cegas do The Voice Brasil 2021. O cantor fez os quatro técnicos virarem as cadeiras e arrancou elogios nesta terça-feira, 26.

Ele cantou a música Bar do Balacobaco, de Arnaud Rodrigues, cantor e compositor que viveu em Palmas nos últimos anos de vida, onde morreu em 2010 em um naufrágio.

A canção tem um ritmo muito rápido e a dicção perfeita de Léo Pinheiro impressionou os jurados.

Cláudia Leite foi a primeira a virar sua cadeira. "É apaixonante ver alguém que sai de tantos caminhos e tem tantas coisas para contar e para cantar em um palco como esse. É novo, é incrível", elogiou.

"Menino, como você faz uma embolada com essa articulação? Porque as suas palavras são todas ouvidas", falou Carlinhos Brown.

Lulu Santos também expressou sua admiração com a técnica do cantor: "Que horas você respirou?", perguntou ele.

Iza o chamou de "mestre do ar". "Você conseguiu dominar a respiração de um jeito muito único", disse a técnica.

No palco do reality show, Léo contou um pouco da sua trajetória na música desde a infância, em Paraíso (TO). Aos sete anos, ele ganhou seu primeiro festival de música e, ainda criança, gravou um disco produzido por Moacyr Franco. Aos 18 anos, resolveu morar em Portugal, onde se apresentava em hotéis e bares. No inverno, ia para a Inglaterra tocar em pubs.

"Me entendo por artista desde sempre, ganhei meu primeiro cachê com sete anos de idade. Com 10 anos, fiz meu primeiro disco. A música é muito natural para mim e me considero um operário da arte", relatou.

De volta ao Brasil, foi chamado por Arnaud Rodrigues a gravar mais um disco e entrou para a companhia de teatro musical Mulungo, onde trabalhava com Oswaldo Montenegro. Em 2009, foi indicado para o prêmio de melhor ator no XIV Festival de Teatro do Rio de Janeiro. O cantor já lançou seis discos, quase todos com música autoral, e cantou com artistas como Lenine e Zélia Duncan.

"Tive a oportunidade de trabalhar com grandes artistas múltiplos, meu primeiro disco foi produzido por Moacir Franco. Depois trabalhei com Arnaud Rodrigues, acabei aprendendo um pouco de cada coisa", contou Pinheiro, que escolheu o Time Brown para seguir na competição.

Abertura em grande estilo

Outro cantor que virou as quatro cadeiras foi Washington Duarte, 28, mais conhecido como WD, o primeiro candidato a cantar na noite de abertura.

Fã de Now United, o paulista de Campinas se apresentou com uma música autoral chamada Eu Sou e conquistou os técnicos. Ao final, escolheu o Time Iza. "Vocês não têm ideia da sensação que é estar lá em cima e ouvir a IZA dizendo que vai cantar essa música comigo. Sem palavras!", disse WD.

O cantor agradeceu à artista pela representatividade que ela tem na sua vida. Emocionada, a cantora retribuiu o carinho: "Eu acho que quando a gente canta, tudo o que a gente quer é que se conectem com a gente, se sintam inspirados pelo o que a gente faz. Então muito obrigada, porque é para isso que eu canto e ouvir tudo o que você falou me deixou verdadeiramente emocionada! Me sinto muito honrada por fazer parte da sua história".

WD começou a ter contato com a arte aos sete anos, quando entrou para uma escola de dança. Aos 12, começou a cantar no grupo da igreja. Mais tarde, foi fazer diferentes trabalhos: técnico de artes cênicas, recepcionista de uma academia de dança e professor. Sempre de olho na sua carreira como cantor, gravou um cover de Beyoncé que fez sucesso no YouTube e tem outros vídeos que ultrapassam a marca de 8 milhões de visualizações.

Gravou um EP de músicas autorais, como a que apresentou no programa. Já participou de um concurso de Drag Queen com o objetivo de mostrar sua voz. Atualmente está morando no Uruguai, onde canta música latina e trabalha como modelo.

Até o momento, o Time Brown está com Cristiane de Paula, Lysa Ngaca e Léo Pinheiro. Além de WD, o Time Iza tem Hugo Rafael. No Time Claudia estão Edvania Sousa, Dayse Rosa, Belle Ayres, Letícia Alecrim, Ariane Zaine e Wina.

Lulu Santos escolheu para a sua equipe Carlos Filho, Alessandra San, Jamily Diwlay, Luama e Júlia Rezende. O participante Criston Lucas foi salvo na repescagem de Michel Teló.

Estadão
Publicidade
Publicidade