2 eventos ao vivo
Logo do Blog Sala de TV
Foto: iStock

Blog Sala de TV

Alegria contagiante explica sucesso de ‘A Hora da Venenosa’

Quadro de fofocas do ‘Balanço Geral SP’ é uma das poucas atrações a derrotar a Globo no Ibope

29 dez 2017
14h42
atualizado às 14h45
  • separator
  • comentários

Cada vez mais isolada no topo do ranking de audiência, a Globo se mostra quase inalcançável. Quase. Pois um formato simples e barato da Record – a velha roda de comentários sobre a vida dos famosos – frequentemente alcança e ultrapassa a toda poderosa emissora carioca no confronto minuto a minuto no Ibope.

No ‘Balanço Geral SP’, o quadro ‘A Hora da Venenosa’, capitaneado por Fabíola Reipert, dona da língua mais temida pelas celebridades brasileiras, é um sucesso de público.

Gottino, Judite, Fabíola e Lombardi: eles fazem o telespectador rir e aterrorizam a Globo no Ibope
Gottino, Judite, Fabíola e Lombardi: eles fazem o telespectador rir e aterrorizam a Globo no Ibope
Foto: Edu Moraes/RecordTV / Sala de TV

A jornalista interage com o âncora Reinaldo Gottino e o comentarista de segurança pública Renato Lombardi. Um trio inusitado que demonstra total sintonia diante das câmeras.

Ah, não se pode esquecer da quarta integrante: a cobra Judite, um hilário fantoche de pano.

O êxito do quadro está baseado na alegria genuína que os participantes têm de trabalhar juntos. As risadas transpõem a tela da TV e, certamente, garantem momentos divertidos ao telespectador.

Em um momento tão negativo no noticiário, com overdose de manchetes sobre violência e corrupção, os mexericos comentados no ‘A Hora da Venenosa’ ajudam o público a esquecer por algum tempo o lado sombrio da vida.

O que se oferece ali não tem pretensão artística: é entretenimento na veia. Um eficiente escapismo para quem liga a TV com a intenção de se distrair e rir.

Não cabe julgamento de valor do conteúdo. O que o quarteto faz diante das câmeras é o mesmo que milhões de brasileiros elaboram em particular: especular sobre casamentos, separações, traições, barracos, dramas e gafes. Quem nunca?

O quadro explora uma característica humana tão básica quanto incontrolável: o desejo de conhecer a intimidade do outro, seja anônimo ou famoso. ‘A cura para o tédio é a curiosidade’, corrobora o ditado popular.

Com fuxicos e gargalhadas, o quadro do ‘Balanço Geral’ conquista desempenho surpreendente no Ibope.

A média parcial da primeira quinzena de dezembro mostrou empate com a Globo em 9,1 pontos, de acordo com dados fornecidos pela Record.

Este índice representa quase 2 milhões de pessoas assistindo às fofocas de Fabíola Reipert somente na Grande São Paulo, principal área de aferição de audiência do País.

Ao longo de 2017, a atração se manteve mais de 75 horas em primeiro lugar no Ibope. No início do ano, registrou ótimas médias mensais: entre 10 e 11 pontos.

A partir de março, com a suspenção do sinal da Record em algumas das maiores operadoras de TV paga, o quadro perdeu público, mas conseguiu performance satisfatória: 8 a 9 pontos.

O retorno da programação do canal ao cabo, em setembro, gerou rápida recuperação. No mês de novembro, o ‘A Hora da Venenosa’ aplicou várias derrotas à temporada especial do ‘Video Game’, quadro apresentado por Angélica no ‘Video Show’.

E, assim, despretensiosamente, sem investimento milionário tampouco marketing pesado, o quadro do ‘Balanço Geral SP’ faz a Record encarar a Globo olho no olho no início das tardes.

Com o perdão do trocadilho bíblico, é Davi se agigantando diante de Golias.

Veja também

Comentando comentários #01 | Canaltech

 

Sala de TV Blog Sala de TV - Todo o conteúdo (textos, ilustrações, áudios, fotos, gráficos, arquivos etc.) deste blog é de responsabilidade do blogueiro que o assina. A responsabilidade por todos os conteúdos aqui publicados, bem como pela obtenção de todas as autorizações e licenças necessárias, é exclusiva do blogueiro. Qualquer dúvida ou reclamação, favor contatá-lo diretamente no e-mail beniciojeff@gmail.com.

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade