0

Christopher Plummer revela como se sente ao substituir Kevin Spacey em Todo o Dinheiro do Mundo

As refilmagens devem custar cerca de US$ 10 milhões para a Sony Pictures.

13 nov 2017
14h21
  • separator
  • comentários

A Sony Pictures tomou uma atitude inusitada ao anunciar que Christopher Plummer vai substituir Kevin Spacey em Todo o Dinheiro do Mundo, refilmando boa parte do longa, faltando apenas algumas semanas para seu lançamento. Tal decisão surge a fim de salvar a reputação da produção, já que o nome do antigo astro de House of Cards está cercado por acusações de assédio sexual.

Foto: AdoroCinema / AdoroCinema

Dirigido por Ridley Scott, o filme retrata o sequestro real de John Paul Getty III (Charlie Plummer), neto do magnata do petróleo J. Paul Getty (antigo papel de Spacey), em 1973. Enquanto ele se recusa a pagar o resgate, a mãe do jovem, Gail (Michelle Williams), faz de tudo para salvar a vida do filho, com a ajuda do ex-agente da CIA, Fletcher Chase (Mark Wahlberg)

E, pela primeira vez, Plummer falou sobre o desafio de assumir o papel de J. Paul Getty, no meio desta polêmica: "Kevin é um ator tão talentoso e essa situação é muito triste. É uma pena mesmo. Na realidade, não estou substituindo-o. Estamos começando tudo de novo. Fico entristecido pelo o que aconteceu com Kevin, mas o que posso fazer? Tenho um papel. Admiro Ridley Scott e estou animado em trabalhar com ele. Cheguei a ser cotado para o projeto, tempos atrás, então estou familiar com ele. Ridley veio falar comigo e aceitei. Ele é muito bom. E o roteiro é ótimo", contou o vencedor do Oscar por Toda Forma de Amor para a Vanity Fair.

Ainda na entrevista, Plummer revelou que vai contracenar com Mark Wahlberg e Michelle Williams - que aceitaram reprisar seus personagens. Custos adicionais de refilmagens (que devem durar 10 dias), mudanças em ações promocionais e outras alterações devem culmimar em cerca de US$ 10 milhões. Apesar do prazo apertado, a Sony segue mantendo o lançamento de Todo o Dinheiro do Mundo para 22 de dezembro. No Brasil, a previsão de estreia é para 18 de janeiro de 2018.

O escândalo começou quando o ator Anthony Rapp (Star Trek: Discovery) denunciou ter sido assediado pelo veterano ator quando tinha apenas 14 anos de idade. Em resposta, Spacey pediu "sinceras desculpas" e usou a ocasião para assumir sua homossexualidade, algo que causou revolta na comunidade LGBT. Desde então, oito membros da equipe de House of Cards também afirmaram ser vítimas de Kevin - que acabou sendo demitido pela Netflix.

AdoroCinema

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade