0

Após controvérsia, Ministério da Cultura muda forma como filmes brasileiros são escolhidos para o Oscar

Inscrições para a seleção do candidato brasileiro ao Oscar de melhor filme em língua estrangeira no Oscar 2018 estão abertas.

11 ago 2017
19h53
  • separator
  • comentários

A Academia Brasileira de Cinema (ABC), entidade não-governamental, ficará encarregada de selecionar o filme brasileiro que irá representar o país na disputa por uma indicação ao Oscar de melhor filme em língua estrangeira no Oscar. A medida foi tomada pelo Ministério da Cultura (MinC), pasta que desde o final de julho deste ano está sob o comando de Sérgio Sá Leitão.

Foto: AdoroCinema / AdoroCinema

Até então, o órgão responsável pela escolha do representante do Brasil no prêmio da Academia de Artes e Ciências Cinematográficas era a Secretaria do Audiovisual (SAv), uma divisão do MinC que agora vai apenas supervisionar o processo.

A medida do ministro Sérgio Sá Leitão chega um ano depois da controvérsia que circundou a escolha de Pequeno Segredo, de David Schürmann, como representante do Brasil a uma nomeação no Oscar. Em 2016, o filme de Schürmann foi escolhido pela SAv para disputar uma vaga no prêmio da Academia antes mesmo de sua estreia no circuito comercial (que veio acompanhada de uma recepção morna da imprensa e do público).

Enquanto isso, Aquarius, de Kleber Mendonça Filho, foi esnobado, apesar da aclamação da crítica, de ter sido multipremiado em festivais internacionais de renome e de ter estreado com destaque no Festival de Cannes. Foi em Cannes, aliás, que a equipe do filme se manifestou contra o impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff (PT), o que levantou a suspeita em alguns meios do audiovisual de que a decisão do MinC foi uma represália da gestão de Michel Temer (PMDB), que assumiu o Palácio do Planalto após a queda da petista, contra o aclamado drama pernambucano estrelado por Sônia Braga.

Pequeno Segredo sequer chegou a figurar na pré-indicados ao Oscar de melhor filme estrangeiro e o prêmio nesta categoria no Oscar 2017 foi entregue ao drama iraniano O Apartamento, de Asghar Farhadi.

Antes da decisão do Ministério da Cultura, a ABC selecionava ao menos dois membros dos sete que integram a comissão do Oscar. Agora, a entidade será responsável por formar o quadro completo de membros para a importante escolha.

O MinC abriu na última quinta-feira (10) as inscrições para os filmes nacionais que visam representar o Brasil no Oscar em 2018. Estão elegíveis produções brasileiras que foram lançadas no circuito comercial de salas de cinema entre os dias 1º de outubro de 2016 e 30 de setembro de 2017 e permaneceram em cartaz por ao menos sete dias consecutivos. O processo de inscrição será feito totalmente online, no site do Ministério da Cultura. O anúncio do filme escolhido será realizado no dia 15 de setembro.

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade