0

'Volto Santo de Lucca' tem entre 1,2 mil e 1,3 mil anos

Obra na Itália é considerada a mais antiga do Ocidente

19 jun 2020
17h47
atualizado às 18h11
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

As pesquisas para saber a idade do famoso "Volto Santo de Lucca", que está localizado na catedral São Martino, em Lucca, na Itália, mostraram que a "Santa Face" do Cristo esculpido na madeira é mais antiga do que se acreditava e trata-se da peça original doada à comuna.

'Volto Santo de Lucca' é peça original doada à cidade e não uma cópia do século 12
'Volto Santo de Lucca' é peça original doada à cidade e não uma cópia do século 12
Foto: Ansa / Ansa - Brasil

A datação em carbono 14, feita pela primeira vez na obra, mostra que ela foi criada entre os séculos 8 e 9 (ou seja, tem entre 1,2 mil e 1,3 mil anos) - e não é uma cópia colocada na peça no século 12 após a perda da imagem original, como se acreditava.

Com isso, ela torna-se a mais antiga escultura de madeira do mundo ocidental - a mais antiga do mundo é da Rússia, com cerca de 11 mil anos.

A lenda diz que o "Volto Santo" foi levado à cidade na Toscana em 782 d.C - o que pode ter um fundo de verdade depois da datação - e que ele teria sido criado pelo próprio São Nicodemos, o fariseu que se encontrou com Jesus e depois ajudou a cuidar do seu sepultamento. O crucifixo tem origem oriental e o transporte da Palestina para a cidade italiana também é recheado de "milagres".

Diferentemente da maior parte desse tipo de imagem, que mostra o Cristo crucificado e ensanguentado, a peça em Lucca mostra Jesus de maneira esplendorosa, vestido como um rei. A imagem fica dentro de uma capela construída em 1484 especialmente para o "Volto Santo".

Os testes foram feitos como parte das comemorações dos 950 anos da refundação da Catedral e focaram no crucifixo, que é uma das peças católicas mais adoradas da história. Eles foram conduzidos pelo Instituto Nacional de Física Nuclear de Florença e usaram quatro amostras: três da madeira e uma da tela usada na superfície.

Para o arcebispo da cidade, Paolo Giulietti, o "Volto Santo é um memorial que afunda suas origens na antiguidade, como o anúncio de hoje confirma, e que deixou traços indeléveis na cultura e na espiritualidade de Lucca e de todo o continente".

A peça é tão famosa entre os europeus que já foi visitada por reis e rainhas ao longo dos séculos - e até mesmo Dante Alighieri citou sua existência na "Divina Comédia".

Para Annamaria Giusti, consultora científica para as Celebrações da Catedral de Lucca, "a identificação da antiguidade" da peça "fecha o controverso problema sobre a época de execução dessa obra, que agora podemos considerar como a mais antiga escultura em lenha do Ocidente conhecida até agora".

Veja também:

Parque de ferromodelismo é inaugurado sob pista de esqui na Alemanha
Ansa - Brasil   
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade