PUBLICIDADE

Renault Oroch vale a pena? Veja pontos positivos e negativos

Nova picape Renault Oroch melhorou muito e se tornou uma boa compra; compare suas características com a dupla da Fiat, Strada e Toro

20 jun 2022 10h41
| atualizado em 1/7/2022 às 15h55
ver comentários
Publicidade

Tivemos mais uma experiência de uma semana rodando com a nova picape Renault Oroch. Não há dúvidas de que ela melhorou “da água para o vinho”, especialmente em design, multimídia, motor/câmbio e acabamento. Mas algumas coisas poderiam ser melhores. Por isso, comparamos as características da nova Renault Oroch com a dupla da Fiat, Strada e Toro.

A Oroch foi pioneira ao introduzir no mercado o conceito de picape cabine dupla intermediária com carroceria monobloco, posicionando-se entre as picapes pequenas e as médias.O display multimídia de 8” foi reposicionado para cima e agora ficou facilmente visível, um pouco acima da linha horizontal do quadro de instrumentos. A nova central multimídia tem Wi-Fi a bordo, Android Auto e Apple CarPlay. O ar-condicionado é digital.

Nesta reportagem, comparamos inicialmente a Renault Oroch 1.6 com a Fiat Strada 1.3, ambas com motor aspirado. Depois comparamos a Renault Oroch 1.3 com a Fiat Toro 1.3, ambas com motor turbinado.

Renault Oroch vs. Fiat Strada
Temos cinco versões da Oroch e da Strada na faixa de R$ 107 mil a R$ 114 mil. Confira os preços.
Strada Freedom - R$ 106.890
Oroch Pro - R$ 108.800
Strada Volcano - R$ 110.690
Oroch - Intense - R$ 114.400
Strada Volcano CVT - R$ 118.690

A Renault Oroch Intense 1.6 manual custa R$ 3.710 a mais do que a Fiat Strada Volcano 1.3 manual. Porém é R$ 4.290 mais barata do que a Strada Volcano CVT (nesse caso, seria uma outra comparação). A Oroch tem um motor mais potente (120 cv contra 109 cv) e também oferece mais torque (159 Nm contra 139 Nm). Entretanto, por ser 165 kg mais leve, a Strada leva vantagem na aceleração de 0 a 100 km/h (0,6 segundo). Elas têm praticamente a mesma velocidade máxima: 169 km/h para a Renault e 168 para a Fiat.

A Strada 1.3 também leva vantagem em todas as medições de consumo, sendo de 11% a 20% mais econômica do que a Oroch, que é maior. Mesmo sendo menor (4,48 m contra 4,70 m), a Fiat Strada empata na capacidade do bagageiro (650 kg cada uma). Não consideramos a litragem porque as duas montadoras usam métodos diferentes. A Oroch, entretanto, é mais espaçosa por dentro, por ter uma distância entre-eixos mais generosa (9,2 cm a mais).

Quanto aos equipamentos, a principal vantagem da Fiat Strada é oferecer airbags laterais. Já a Renault Oroch tem a vantagem de oferecer piloto automático e navegador por GPS. Nas versões intermediárias manuais, portanto, a Oroch é mais cara e oferece o tamanho como vantagem real. Os 11 cavalos a mais se perdem no peso.

Na comparação da Oroch Pro 1.6 com a Strada Freedom 1.3, aplica-se a mesma regra, pois a Renault custa R$ 1.910 a mais, porém, além de não trazer airbags laterais (a Strada Freedom tem), ela perde na multimídia (não tem sequer rádio, Bluetooth ou entrada USB). A Strada tem esses itens, mas o espelhamento do celular é opcional (R$ 3.690).

Renault Oroch vs. Fiat Toro
Vale a pena pagar R$ 2.410 a mais pela Oroch Outsider 1.3 turbo (topo de linha) na comparação com a Fiat Toro Endurance 1.3 turbo? Depende. Veja os preços e características e depois analise o que é melhor para sua utilização e suas necessidades.
Toro Endurance - R$ 138.490
Oroch Outsider - R$ 140.900
Toro Freedom - R$ 149.890

Aqui a questão do motor e desempenho se inverte. A Fiat Toro tem 185 cv contra 170 cv da Renault Oroch. Porém, os 15 cavalos a mais também se perdem no peso (218 kg a favor da Oroch), o que faz a picape da Renault ser mais ágil nas acelerações e nas retomadas de velocidade. Ela também é ajudada por um câmbio CVT de 8 marchas, que leva vantagem sobre o AT6 da Toro. A velocidade máxima da Toro é maior (202 contra 189 km/h).

Existe um equilíbrio no consumo. A Oroch é mais econômica na cidade, tanto com gasolina quanto com etanol. A Toro é mais econômica na estrada. É importante o consumidor saber se vai rodar mais na cidade ou na rodovia. O torque de ambas é idêntico (270 Nm), mas na Oroch surge um pouco mais cedo.

As duas picapes são muito bonitas e charmosas, porém a Toro é bem maior,  enquanto a Oroch ficou atraente com os elementos de aventura da versão Outsider. A Toro tem 22,6 cm a mais de comprimento e 16,1 cm a mais no entre-eixos. Mas isso não quer dizer que a Oroch não acomoda bem os passageiros de trás (acomoda, sim). As duas picapes também estão muito bem resolvidas na suspensão traseira (ambas independentes).

Um fator a favor da Renault Oroch é o diâmetro de giro (eterno problema da Toro): ela precisa de 1,5 m a menos para fazer uma manobra de 180 graus, o que pode ser decisivo em alguns estacionamentos. Por ser maior, porém, a Toro leva mais carga (750 kg contra 650).

Renault Oroch Outsider 1.3 Turbo
Renault Oroch Outsider 1.3 Turbo
Foto: Sergio Quintanilha / Guia do Carro

Quanto aos equipamentos, a Renault Oroch Outsider é bem completa e oferece mais itens do que a Fiat Toro Endurance. Tem até bancos de couro, navegador por GPS e acendimento automático do farol. Mas peca com duas ausências importantes: airbags laterais e de cortina e ajuste de profundidade do volante (itens presentes na Toro Endurance). A Toro Freedom já é bem mais completa , porém custa quase R$ 9 mil a mais. 

Por ser a versão topo de linha, a Renault Oroch Outsider também é mais bonita. Sua maior vantagem é o porte mais compacto, o que lhe dá grande agilidade. É uma escolha difícil. O ajuste de profundidade do volante não fez falta durante nossa utilização, mas os airbags podem ser decisivos num eventual acidente. Nosso veredicto: a Oroch vale a pena para quem roda mais na cidade e precisa de uma picape mais prática. A Toro já está numa categoria superior de necessidade de espaço e carga.

Nova Renault Oroch 2023 arrasa com 170 cavalos:

 

Guia do Carro
Publicidade
Publicidade