PUBLICIDADE

Casal que entrou em carro errado e seguiu viagem percebeu erro ao ver mochila e jaqueta no banco de trás

Vânia e Wilmar se confundiram e entraram em um carro errado e seguiram por cerca de meia hora até perceber que o veículo não era o deles

10 mai 2024 - 08h59
(atualizado às 09h12)
Compartilhar
Exibir comentários
Casal entra no carro errado e segue viagem até perceber engano
Casal entra no carro errado e segue viagem até perceber engano
Foto: Reprodução/TV Anhanguera

O casal que entrou no carro errado e seguiu viagem em Anápolis, em (Goiás), contou que só percebeu o engano porque sentiram um cheiro diferente no veículo e viram uma mochila e uma jaqueta que não eram deles no banco de trás. 

"Ficamos muito apreensivos de como íamos entregar esse carro para a pessoa", lembrou Wilmar Ferreira, em entrevista à TV Anhanguera, afiliada da Rede Globo

O caso inusitado aconteceu nesta semana em Goiás. Vânia e Wilmar Ferreira se confundiram e entraram em um carro errado e seguiram por cerca de meia hora até perceber que o veículo não era o deles.

Segundo o casal, eles tinham estacionado o carro e, quando retornaram, como o veículo era da mesma cor e do mesmo modelo e abriu, eles entraram. O carro tinha até uma garrafa de água no mesmo local que eles colocam a deles.

"A gente veio conversando, rindo e, de repente, quando vi o carro já estava aberto e já entrei", disse Vânia.

Casal entra no carro errado e dirige por 30 minutos até perceber engano: 'Ficamos muito apreensivos'
Casal entra no carro errado e dirige por 30 minutos até perceber engano: 'Ficamos muito apreensivos'
Foto: Reprodução/TV Anhanguera

Eles explicaram à emissora que o carro abriu e funcionou porque esse veículo funciona com uma chave presencial --um sensor que destrava algumas funções-- e o dono do carro deixou a chave lá dentro. Portanto, basta a presença da chave próxima ao carro para que o motorista opere algumas funcionalidades.

Quando perceberam o engano, eles já tinham passado do retorno e precisaram dirigir por mais 4 km para voltar. "O rapaz estava lá desorientado, ligando para a Polícia Rodoviária Federal", contou Wilmar.

"Fiquei ansiosa, com medo de entregar o carro. Era muita tensão, emoção, adrenalina", acrescentou Vânia.

Apesar da confusão, o casal conta que o dono do carro recebeu os dois de forma muito tranquila e eles conseguiram explicar o que aconteceu.

Fonte: Redação Terra
Compartilhar
Publicidade
Publicidade