PUBLICIDADE

Interrupções na internet na Rússia atingem plataformas, mas Instagram volta a ficar disponível

27 fev 2024 - 13h22
Compartilhar
Exibir comentários

O Telegram, o aplicativo de mensagens mais usado na Rússia, sofreu uma interrupção temporária nesta terça-feira por motivos ainda sem explicação, enquanto algumas plataformas de mídia social anteriormente bloqueadas, incluindo o Instagram e o Facebook, de repente voltaram a ficar disponíveis no país.

O centro de monitoramento da rede pública de comunicações da Rússia disse nesta terça-feira que seus especialistas registraram uma "falha maciça" do Telegram, embora não tenha ficado imediatamente claro o motivo. O Telegram não respondeu a um pedido de comentário.

"O trabalho do Telegram Messenger e de vários outros serviços na Rússia já está sendo restaurado", disse o Ministério do Desenvolvimento Digital, Comunicações e Mídia da Rússia em um comunicado, acrescentando que também houve falhas no aplicativo fora da Rússia.

"Estamos trabalhando para estabelecer a causa do incidente", disse. "Quanto às operadoras de telecomunicações russas, suas redes estão operando normalmente."

Os correspondentes da Reuters em Moscou notaram interrupções no Telegram, YouTube e Vkontakte por cerca de 90 minutos.

Logo após a interrupção, vários aplicativos anteriormente bloqueados, incluindo Instagram e Facebook, de repente ficaram disponíveis na Rússia, de acordo com repórteres da Reuters em Moscou.

Os repórteres puderam navegar no Instagram sem precisar de uma rede privada virtual (VPN) pela primeira vez desde que os bloqueios foram impostos logo depois que a Rússia enviou dezenas de milhares de militares para a Ucrânia em fevereiro de 2022.

O órgão regulador de comunicações Roskomnadzor decidiu bloquear algumas empresas estrangeiras de tecnologia, incluindo a Meta, proprietária do Facebook e do Instagram.

O governo russo há muito tempo procura melhorar a sua infraestrutura interna de internet, ou Runet, chegando mesmo a desligar-se da internet mundial para realizar testes.

Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
Compartilhar
TAGS
Publicidade
Publicidade