PUBLICIDADE

Vírus Marburg: o que se sabe sobre a doença que voltou a causar mortes

Primo do ebola, infecção já fez ao menos duas vítimas fatais em Gana. Vírus Marburg tem uma alta taxa de mortalidade

18 jul 2022 - 08h27
(atualizado às 11h08)
Ver comentários
Vírus Marburg
Vírus Marburg
Foto: Shutterstock / Saúde em Dia

O vírus Marburg gerou um alerta recente em toda a comunidade da saúde. Em Gana, país da África Ocidental, desde o final do mês passado, ao menos duas mortes provocadas pela infecção já foram confirmadas. Ambas na região de Ashanti.

Segundo as autoridades de saúde do país, as vítimas foram dois homens, um de 26 anos e outro de 51. O primeiro morreu um dia após dar entrada no hospital e o segundo faleceu no mesmo dia. Outras 98 pessoas seguem isoladas, por suspeitas de contato com os infectados.

O que é o vírus Marburg

Da mesma família do ebola - vírus fatal, que atormenta o continente africano - a infecção em questão foi detectada pela primeira vez na cidade de Marburg, na Alemanha, em 1967. Ela é transmitida por morcegos e se espalha em seres humanos através dos fluídos corporais.

Altamente perigosos, os surtos anteriores do vírus Marburg tiveram taxas de mortalidade que variaram de 24% a 88%. Os motivos dessas oscilações são, em sua grande maioria, as diferentes cepas do vírus e o gerenciamento dos casos.

Segundo a OMS (Organização Mundial da Saúde), outros surtos de vírus Marburg já foram registrados anteriormente em países africanos, como em Angola, República Democrática do Congo, Quênia, África do Sul e Uganda. No entanto, o primeiro surto aconteceu na Alemanha e, das 32 pessoas infectadas, sete morreram. O surto mais mortal da doença foi em 2005, na Angola, onde mais de 200 pessoas faleceram.

Principais sintomas

Entre os principais sintomas do vírus Marburg, de acordo com a OMS, estão:

  • Dor de cabeça;
  • Febre;
  • Dores musculares;
  • Vômitos de sangue;
  • Sangramento.

Ainda não existe uma vacina para a doença, nem tratamento específico. No entanto, beber bastante água e cuidar dos sintomas pode diminuir as chances de mortes pelo vírus Marburg. As recomendações das autoridades de saúde, para as pessoas que vivem na região afetada, é para se manterem longe de cavernas - onde vivem morcegos - e cozinharem bem todos os alimentos feitos à base de carne.

Saúde em Dia
Publicidade
Publicidade