Monte seu e-commerce e divulgue sua marca no Terra

Ações europeias caem com salto nos preços do gás alimentando temores de inflação

5 jul 2022 - 14h16
Compartilhar

As ações europeias caíram acentuadamente nesta terça-feira, conforme a alta dos preços de energia alimentou preocupações com a inflação, o que fez o euro afundar em meio a temores de recessão, enquanto a concessionária de energia alemã Uniper estendeu sua queda em meio a preocupações com seu plano de resgate financeiro.

O índice pan-europeu STOXX 600 fechou em queda de 2,11%, a 400,68 pontos, e marcou sua pior sessão em mais de duas semanas. As perdas foram amplas, com ações de petróleo e gás e mineradoras na lanterna. [MET/L] [O/R]

Publicidade

Os preços de gás na Europa dispararam depois que trabalhadores noruegueses iniciaram uma greve nesta terça-feira, numa mobilização que intensificou temores com um choque de energia.

"(A greve) chega num momento geopolítico altamente frágil, uma vez que a União Europeia enfrenta a ameaça de que a Rússia feche as torneiras abruptamente, potencialmente levando indústrias vitais a uma crise", disse Susannah Streeter, analista sênior de investimentos e mercados da Hargreaves Lansdown.

Os papéis da Uniper despencaram 9,5%, conforme a Alemanha se preparava para a possibilidade de assumir uma participação na maior compradora de gás russo do país, informou o Handelsblatt.

O índice de serviços públicos da Europa caiu 2%.

Publicidade

Em LONDRES, o índice Financial Times recuou 2,86%, a 7.025,47 pontos.

Em FRANKFURT, o índice DAX caiu 2,91%, a 12.401,20 pontos.

Em PARIS, o índice CAC-40 perdeu 2,68%, a 5.794,96 pontos.

Em MILÃO, o índice Ftse/Mib teve desvalorização de 2,99%, a 20.705,06 pontos.

Publicidade

Em MADRI, o índice Ibex-35 registrou baixa de 2,48%, a 7.959,40 pontos.

Em LISBOA, o índice PSI20 desvalorizou-se 2,89%, a 5.879,42 pontos.

Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
Fique por dentro das principais notícias
Ativar notificações