0

Santiago

Casa da ditadura abriga museu de Allende 40 anos após golpe

  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator
O Palácio Heiremans foi usado como centro de operações de inteligência do governo Pinochet, mas hoje abriga museu que leva o nome do presidente deposto pelos militares
O Palácio Heiremans foi usado como centro de operações de inteligência do governo Pinochet, mas hoje abriga museu que leva o nome do presidente deposto pelos militares
Foto: Creative Commons

Em 11 de setembro de 1973, as Forças Armadas chilenas derrubaram o governo de Salvador Allende e assumiram o poder no Chile. Passados exatos 40 anos, o Palácio Heiremans, usado como centro de operações do setor de inteligência do regime militar,
hoje abriga o Museu da Solidariedade Salvador Allende, instituição dedicada à preservação da memória do presidente deposto.

O acervo do espaço começou a ser reunido em 1971, um anos após Allende se tornar o  primeiro marxista a assumir a presidência de um país ocidental por meio de eleições democráticas. A ideia surgiu depois de um encontro de intelectuais que decidiram criar um museu internacional em apoio ao governo chileno.

Em dois anos, artistas solidários ao governo socialista doaram 500 itens, entre pinturas, esculturas, fotografias, gravuras e tapeçarias, dando origem a uma coleção de obras dos mais variados estilos artísticos. Boa parte desse patrimônio, no entanto, acabou se perdendo após o golpe militar de 1973.

Com a volta da democracia ao país, uma parte do acervo preservada no exterior retornou ao Chile, e o Museu da Solidariedade foi reaberto em 1991. Hoje, a instituição conta com cerca de 2650 obras, que formam uma das coleções mais completas de arte chilena produzida nas últimas quatro décadas.

Em 2004, a Fundação Salvador Allende comprou o Palácio Heiremans, que inicialmente foi usado como um espaço de resistência cultural ao regime militar e depois se tornou um centro de inteligência onde funcionários do governo Pinochet realizavam escutas telefônicas. Além de promover exposições, o museu ainda organiza ciclos de palestras, debates e exibições de filmes, sempre relacionando sua coleção com os acontecimentos atuais.

Veja também:

Romeu e Julieta na travessa
Fonte: PrimaPagina Fonte: Terra
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade