PUBLICIDADE

Caracas

Isla Margarita é free shop paradisíaco na pátria de Chávez

ver comentários
Publicidade
Com cerca de 50 belas praias e um comércio livre de impostos, a ilha fica a meia hora de voo da capital e atrai inúmeros visitantes
Com cerca de 50 belas praias e um comércio livre de impostos, a ilha fica a meia hora de voo da capital e atrai inúmeros visitantes
Foto: Creative Commons

Com cerca de 50 belas praias ao longo de mais de 170 quilômetros de litoral, a Isla Margarita é um dos principais destinos turísticos da Venezuela. Localizada a menos de meia hora de voo de Caracas, ela se destaca não só por suas atrações naturais, como pelo fato de ser uma área livre de impostos, apresentando preços mais baixos do que os encontrados no continente.

A ilha, localizada no Mar do Caribe, tem uma rica história que começou com a chegada de Cristóvão Colombo, em 1498. Os colonizadores europeus logo se encantaram com a quantidade de pérolas que encontraram no local, e se apressaram em fortificar a nova possessão para protegê-la dos ataques de piratas. Parte dessas construções segue preservada até os dias de hoje.

A região voltou a desempenhar um papel importante na história da Venezuela no começo do século 19, quando se tornou a primeira parte do território do país a ganhar a se tornar independente da Espanha. Foi lá que Simón Bolívar foi declarado comandante em chefe de todo o país, em 1816, e iniciou a campanha que levaria à libertação de Colômbia, Equador, Peru e Bolívia do domínio espanhol.

Atualmente, Margarita tem pouco mais de 400 mil habitantes, mas a população da ilha  cresce bastante nos períodos de férias e em feriados prolongados. Boa parte dos turistas costuma visitar a praia El Yaque, ideal para a prática de windsurfe, por exemplo. No entanto, existem outras praias bastante famosas na ilha, como Parguito, Caribe, El Agua, Puerto Cruz e Punta Arenas.

Aqueles que viajam à Isla Margarita aproveitam ainda para fazer compras, pois o comércio local é livre de impostos. Entre os itens mais vendidos estão eletrodomésticos, queijos, chocolates e bebidas.

Caracas: noite, festa e rumba, uma experiência sensorial:

Além das praias, outra importante atração natural da ilha são os “Seios de Maria Guevara”, duas pequenas montanhas paralelas que lembram um busto feminino. Existem duas explicações para o nome do conjunto. A primeira afirma que Maria Guevara foi uma jovem que teve importante papel na independência da Venezuela, enquanto a segunda atribui a homenagem a uma mulher que liderou um grupo de pescadores.

A maneira mais fácil de se chegar à ilha é por meio do Aeroporto Internacional Santiago Mariño. No entanto, também é possível fazer a viagem de barco a partir de Puerto La Cruz ou Cunamá. Neste caso a viagem dura pouco mais de duas horas.

Fonte: PrimaPagina
Fonte: Terra
Publicidade
Publicidade