PUBLICIDADE

Serra da Capivara será cenário de festival de música

O evento terá projeções de imagens na Pedra Furada, cartão-postal do parque nacional, além de apresentações de dança

23 jun 2022 - 17h37
Ver comentários
Publicidade

O Parque Nacional Serra da Capivara, no Piauí, é a maior e mais antiga concentração de sítios arqueológicos pré-históricos da América. Pinturas rupestres que indicam a presença humana na região há mais de 50 mil anos estão conservadas em suas formações rochosas, que compõem um monumental museu a céu aberto e serão cenário para a quarta edição da Ópera da Serra da Capivara entre os dias 26 e 30 de julho. Nesse período, o sertão piauiense tem dias de sol e noites mais frias, de céu estrelado.

Projeções na Pedra Furada em edição passada do evento.
Projeções na Pedra Furada em edição passada do evento.
Foto: Ópera da Serra da Capivara/Divulgação / Viagem e Turismo

Cartão-postal do parque, a Pedra Furada receberá projeções de imagens que acompanham as apresentações de música, dança, teatro e circo no palco principal. Mas parte da programação também acontecerá na Praça do Abrigo na cidade de São Raimundo Nonato, que é base para conhecer a região. Em 2022, os espetáculos homenagearão os 50 anos da chegada da arqueóloga franco-brasileira Niéde Guidon, que fez importantes descobertas sobre a origem dos povos americanos na Serra da Capivara e colocou a arqueologia brasileira em lugar de destaque na pesquisa mundial.

As apresentações musicais são acompanhadas de performances e danças.
As apresentações musicais são acompanhadas de performances e danças.
Foto: Ópera da Serra da Capivara/Divulgação / Viagem e Turismo

PROGRAMAÇÃO E INGRESSOS

A abertura do festival acontecerá na terça (26) e na quarta-feira (27) com shows gratuitos às 20h na Praça do Abrigo em São Raimundo Nonato. No primeiro dia, quem se apresentará é a paraibana Cátia de França, que já participou de discos de Zé Ramalho, Lulu Santos, Elba Ramalho e Bezerra da Silva. No segundo, o palco é do piauiense Ostiga Júnior, com suas versões em blues e rock de grandes sucessos de Roberto Carlos.

Já as apresentações no anfiteatro da Pedra Furada, dentro do Parque Nacional Serra da Capivara, ocorrerão nos três dias seguintes, sempre a partir das 19h. Os ingressos devem ser adquiridos com antecedência pelo Sympla: eles custam R$ 198 no primeiro lote (esgotado), R$ 246 no segundo e R$ 286 no terceiro. A noite começará com a ópera em homenagem à Niéde Guidon, seguida de uma apresentação do DJ paranaense Gil Preto, cujos sets mesclam ritmos de várias regiões do Brasil.

A partir das 21h, a programação musical varia de acordo com o dia. Na quinta-feira (28), a potiguar e sambista Roberta Sá cantará clássicos de Alcione, Martinho da Vila e Zeca Pagodinho ( ingressos aqui). Na sexta-feira (29), o show é do Cordel do Fogo Encantado, grupo do sertão pernambucano especializado em ritmos afro-indígenas ( ingressos aqui). A paraense Dona Onete encerra a programação no sábado (30) com sons amazônicos - especialmente boleros, benguês e o "carimbó chamegado", ritmo de sua autoria ( ingressos aqui).

A Pedra Furada recebe iluminação especial e serve como cenário para as apresentações.
A Pedra Furada recebe iluminação especial e serve como cenário para as apresentações.
Foto: Ópera da Serra da Capivara/Divulgação / Viagem e Turismo

COMO CHEGAR E ONDE FICAR

Os aeroportos mais próximos são os de Teresina, que fica a 570km de São Raimundo Nonato, e Petrolina, a 300km. Tanto Teresina quanto Petrolina possuem ônibus que partem para São Raimundo Nonato. Os ingressos para o evento dão direito a usar as vans e os micro ônibus que partirão da Praça do Abrigo e do Estacionamento Oficial no Sítio do Mocó para o Parque Nacional Serra da Capivara. Quem estiver de carro não poderá seguir direto para o parque nacional, já que a entrada de veículos particulares será proibida: é necessário deixar o carro no Estacionamento Oficial no Sítio do Mocó, que cobrará R$ 10 pelo período inteiro, e seguir de van ou micro ônibus para o evento.

O site da Ópera da Serra da Capivara indica algumas opções de hotéis, pousadas e casas de aluguel de temporada, em geral bastante simples, em São Raimundo Nonato e na vizinha Coronel José Dias - veja aqui. Busque outras opções de hospedagem através do Booking.

Mirantes permitem observar as formações rochosas do Parque Nacional da Serra da Capivara.
Mirantes permitem observar as formações rochosas do Parque Nacional da Serra da Capivara.
Foto: Higor Zupo/Pixabay / Viagem e Turismo

PASSEIOS

O Parque Nacional da Serra da Capivara funcionará normalmente durante os dias de festival, de forma que o visitante poderá conciliar os passeios de dia com os espetáculos de noite. O complexo abre diariamente das 6h às 18h e a entrada é gratuita. Porém, é preciso estar acompanhado por um dos guias credenciados ( veja uma relação de todos eles aqui ), que cobram em torno de R$ 200 por dia para grupos de até oito pessoas. Eles levam por diversos circuitos dentro do parque, sendo que os mais procurados são o Desfiladeiro da Capivara e o Baixão da Pedra Furada.

Outras atrações são o Museu do Homem Americano (R$ 20, aberto de quarta-feira a domingo das 13h às 19h), que resume as descobertas da região usando tecnologia, e o Museu da Natureza (R$ 30, aberto de quarta-feira a domingo, das 13h às 19h), mais voltado para a fauna e a flora da região. Saiba mais sobre o parque nacional aqui .

Desenhos rupestres encontrados no Parque Nacional da Serra da Capivara.
Desenhos rupestres encontrados no Parque Nacional da Serra da Capivara.
Foto: Ministério da Cultura/Wikimedia Commons / Viagem e Turismo
Viagem e Turismo
Publicidade
Publicidade