PUBLICIDADE

Navio de alta tecnologia atenderá mercado chinês

Terceira embarcação da classe Quantum da Royal Caribbean fará cruzeiros pela Ásia em 2016

8 abr 2015 08h00
| atualizado em 27/4/2015 às 17h21
ver comentários
Publicidade

O terceiro navio da nova classe Quantum, da Royal Caribbean International, servirá ao mercado chinês em 2016. Após ser inaugurado em abril do próximo ano, o Ovation of the Seas fará o roteiro Global Odyssey, com 52 noites, entre Southampton, na Inglaterra, e Tianjin, na China, para se juntar as embarcações Quantum of the Seas, Mariner of the Seas, Voyager of the Seas e Legend of the Seas e assim criar a maior frota no país asiático.

Os navios da Royal Caribbean partem de quatro portos de cidades metropolitanas da China: Xangai, Tianjin, Hong Kong e Xiamen, e em 2016 terá inicialmente cruzeiros de três a 12 noites. Nos itinerários, além do país base, serão inclusas visitas a vizinhos como Japão, Coreia do Sul, Taiwan e Vietnã.

A inauguração do Ovation of the Seas ocorrerá em Southampton e sua primeira viagem já parte para a China em 3 de maio de 2016, com duração total de 52 noites. Já é possível reservar cabines, e os hóspedes podem optar por fazer cinco itinerários mais curtos durante toda a travessia. Uma viagem de sete noites até Barcelona, na Espanha; um roteiro de 16 noites entre Barcelona e Dubai, nos Emirados Árabes, com partida em 10 de maio e travessia do Canal de Suez; uma viagem de 14 noites de Dubai para Singapura, com passagens pela Índia e Sudeste da Ásia, com partida em 26 de maio; três noites de cruzeiro de Singapura pela Malásia, com partida em 9 de junho; e a última parte, de 12 noites entre Singapura e Tianjin.

Ovation of the Seas se juntará ao seu irmão, Quantum, e mais outros três navios da Royal Caribbean na China
Ovation of the Seas se juntará ao seu irmão, Quantum, e mais outros três navios da Royal Caribbean na China
Foto: Royal Caribbean International/Divulgação

 

Investimento na região
Além da ampliação e modernização da frota de cruzeiros da companhia no mercado chinês, a Royal Caribbean International também investe na região. A empresa está à procura de potenciais espaços para docas secas no país para revitalizar o Legend of the Seas antes de 2018 e de centros de logística na China para servir aos seus navios no país. A empresa criou em 2014 um currículo junto ao Tianjin Maritime College (Colégio Marítimo de Tianjin) para treinar trabalhadores chineses.

Conheça o cruzeiro que será novidade na próxima temporada Conheça o cruzeiro que será novidade na próxima temporada

Fonte: Canarinho Press
Publicidade
Publicidade