PUBLICIDADE

Treinar de estômago vazio vai te ajudar a perder peso? Entenda

Comer ou não comer antes do treino? Depende do seu objetivo, mas a maioria dos especialistas seguem a mesma linha de raciocínio; descubra

30 mai 2024 - 11h09
Compartilhar
Exibir comentários
Treinar de estômago vazio pode não ser uma boa ideia; entenda
Treinar de estômago vazio pode não ser uma boa ideia; entenda
Foto: Getty Images/andreswd / Bons Fluidos

Para perder peso, vale tudo, na visão de muitas pessoas, atualmente. Porém, é preciso tomar cuidado, pois ficar sem comer por muito tempo não vale tanto a pena assim, ainda mais ao fazer exercícios. Isso é o que explicam os especialistas quando o assunto é treinar de estômago vazio. Entenda:

O cinesiologista e fisioterapeuta, Javier Furman, afirma ao jornal La Nación, que, para queimar calorias, você não precisa treinar de estômago vazio. Isso porque, dependendo da dieta, seu metabolismo pode aumentar sem a necessidade do jejum. E, quando o objetivo é reduzir o tecido adiposo, ele explica o que tem que fazer: "É preciso ganhar flexibilidade metabólica para usar gorduras saudáveis em vez de glicose como substrato energético".

Apesar de tudo, o jejum traz sim a sensação do corpo estar mais leve para treinar. Entretanto, Furman não indica fazer isso para quem não está acostumado a ficar muito tempo sem comer. Além de tudo, a pessoa pode ficar sem energia e corre riscos. "Há chances de ficar fraco, ter tonturas ou até mesmo queda de pressão", detalha.

O coordenador e instrutor de um programa científico de exercícios do Instituto de Tecnologia de Nova York, Alexander Rothstein, disse ao site Popular Science que é melhor comer algo do que ficar de estômago vazio. "Não precisa ser nada pesado, mas ingira algo para manter o açúcar no sangue em níveis ideais", indica.

Por outro lado, se o seu foco é ganhar músculos, você precisará comer carboidratos antes de começar a se movimentar. Isso é o que aponta a nutricionista esportiva Christina King"Alimentar-se antes de exercitar-se dá energia para os músculos se adaptarem à intensidade do treino e, eventualmente, fará com que seu corpo aguente cargas maiores e crie forças para as atividades que exigem mais intensidade", explana ao veículo norte-americano.

Bons Fluidos
Compartilhar
Publicidade
Publicidade