Compartilhar escova compromete saúde bucal? MITO ou VERDADE?

O ditado popular diz que, quando os noivos sobem ao altar, vão dividir a escova de dente. Saiba os riscos dessa prática

19 nov 2020
10h00
  • separator

VERDADE
O ditado popular diz que, quando os noivos sobem ao altar, vão dividir a escova de dente. Pois saiba que essa prática é muito maléfica para a sua saúde, e não apenas a bucal. Isso porque bactérias, vírus e fungos podem se alojar na escova e causar diversos problemas às pessoas.

Doenças que são transmitidas pela saliva, como gripe, resfriado, hepatite, mononucleose e outras, podem ser transmitidas através do compartilhamento da escova de dente. Mães e filhos também não devem fazer o uso compartilhado do ítem, pois os pequenos não possuem a mesma resistência imunológica que um adulto e essa troca pode prejudicá-los.

Vale lembrar que a escova de dente deve ser trocada de 3 em 3 meses, já que após esse período ela perde sua eficiência com a deformação das cerdas. Se a pessoa contrair uma gripe ou resfriado, a escova deve ser substituída imediatamente para evitar a reinfecção, independentemente do tempo de uso dela.

 

Foto: Pexels

 

Fonte: FF Este conteúdo é de propriedade intelectual do Terra e fica proibido o uso sem prévia autorização. Todos os direitos reservados.
publicidade