PUBLICIDADE
Logo do

Novidades

Você sabe o que é a massinha do dentista?

Usada para restauração e obturação, a massinha pode ser feita de diversos materiais e espessuras

25 jan 2016 08h00
Publicidade

Desde pequenos, ouvimos que, quando estamos com cárie, precisamos ir ao dentista para ele limpar o dente, tirar o bichinho e tapar o buraco com a massinha. Mas o que é exatamente essa massinha do dentista? 

“A famosa massinha branca é uma resina de alta resistência, que pode ter várias tonalidades, qualidades em resistência e durabilidade. São utilizadas em praticamente todos os casos que necessitam de estética no sorriso”, diz o cirurgião-dentista Faisal Ismail, da ORTOPLAN – Especialidades Odontológicas.

Isso pode acontecer nos casos de traumas em que um dente quebra ou em lesões de cárie. Para substituir o material perdido do dente, o dentista faz a restauração e, para isso, usa a massinha para recuperar a forma e a função do dente. “De modo simplificado, o processo de restauração envolve a remoção de toda a área afetada, limpeza, preenchimento da cavidade formada em função do problema e restabelecimento da forma correta ao dente”, diz Kamila Godoy, do Blog do Dentista. 

Para cada caso ou região do dente pode-se precisar de tipos diferentes de resinas. “Há uma diferenciação para dentição de leite, por exemplo, especialmente no caso de crianças abaixo de 6 anos, com alguns materiais específicos com aplicabilidade nesta fase de crescimento”, afirma Faisal.

Segundo o dentista, a tecnologia de última geração empregada no desenvolvimento das resinas sempre viabiliza o lançamento e apresentação de novidades aos profissionais, “o que facilita a utilização e benefício estético ao paciente”, considera.

Conheça alguns tipos de ‘massinha’

MACRO - O tamanho das partículas é, em média, superior a 15 mm. As cargas são quartzo e apresentam cerca de 75% de carga. Apresenta grande resistência, maior aspereza da superfície, maior acúmulo de placa e estética comprometida.
 
MICRO - O tamanho das partículas apresenta uma variação entre 0,01 a 0,1 mm. As cargas são sílica coloidal com 50% de peso. A superfície é mais lisa, tem estética excelente e baixa resistência.
 
HÍBRIDA - Mistura de macro partículas com micropartículas. As cargas são silicato ou vidro de bário com 76% de peso. Tem boa resistência, estética aceitável, mas não apresenta boa estabilidade de cor.
 
MICRO HÍBRIDA - Mistura de micropartículas com mini partículas (com alta carga). As cargas são sílica de bário com o peso variando entre 75% a 80%. A estética é excelente e tem boa resistência, com superfície lisa. Além disso, é de fácil manuseio e apresenta estabilidade de cor.

Foto: Gazin

 

Fonte: Agência Beta Este conteúdo é de propriedade intelectual do Terra e fica proibido o uso sem prévia autorização. Todos os direitos reservados.
Publicidade