Entenda o que pode e não pode fazer nos dentes durante a gestação

2 abr 2013
07h12
atualizado às 07h12
  • separator

Quando o teste de gravidez dá positivo, a lista de coisas para fazer, decidir e organizar não tem fim. Marcar uma consulta no ginecologista obstetra provavelmente é o item número um. Mas as futuras mamães deveriam transformar a visita ao dentista no item dois. Isso porque o risco de problemas bucais durante essa fase pode aumentar.


A formação e mineralização dos dentes do bebê começam ainda dentro do útero, isso quer dizer que alguns problemas orais do bebê podem ter origem na gravidez. Carência nutricional, febres altas, poluentes, doenças e uso do cigarro e álcool na gestação são alguns dos fatores que podem alterar a formação do dente do bebê.


A Associação Paulista dos Cirurgiões Dentistas realizou um estudo com 372 gestantes em Araraquara. Do total de participantes, 72% apresentaram algum problema bucal durante a gestação, sendo que destas a maioria relatou ter tido cárie e sangramento gengival. 


Ocorre que algumas gestantes diminuem a escovação devido a vômitos e enjoos, além da grávida que se alimenta várias vezes ao dia, sem fazer a higiene bucal adequada depois. “A diminuição da escovação ou a escovação insatisfatória pode aumentar o risco de a gestante desenvolver cárie”, diz a cirurgiã-dentista Ana Rosa Kuymjian.


No caso da gengivite, a especialista explica que a gestação pode intensificar a reação inflamatória no tecido gengival, mas é necessário também o acúmulo de biofilme – conhecido como placa bacteriana – para seu desenvolvimento. “Por este motivo é de fundamental importância que a gestante use o fio dental, faça boa escovação diariamente e visite o dentista”, afirma.


Veja o que está liberado para fazer no dentista durante a gravidez:


- Quando a mulher está pensando em engravidar é conveniente procurar o dentista e realizar todo o tratamento necessário antes da gestação. Desta forma, durante a gestação ela fará visitas de rotina para profilaxia o que ajuda a evitar a gengivite e outros problemas bucais.

- Se houver algum problema bucal durante a gestação ela deverá realizar o tratamento. A gestante não deve ficar com dentes cariados, sentindo dor ou com alguma infecção.  


- A especialista aconselha que os tratamentos sejam feitos no segundo trimestre da gravidez. 
- Tratamentos estéticos podem esperar o final da gestação para serem realizados. 


- As anestesias estão liberadas. Mas é importante informar o dentista que está grávida e, principalmente, se há alguma complicação na gestação. 

 

 

Fonte: Agência Beta Este conteúdo é de propriedade intelectual do Terra e fica proibido o uso sem prévia autorização. Todos os direitos reservados. Fonte: Terra
publicidade