PUBLICIDADE

Pressão alta: Saiba quais os riscos que ela provoca à saúde

O Dia Mundial da Hipertensão Arterial reforça a importância de controlar a doença crônica com novos hábitos de vida

17 mai 2021 16h02
| atualizado às 18h20
ver comentários
Publicidade
Grande parte dos infectados pela Covid-19 morrem por complicações cardiovasculares
Grande parte dos infectados pela Covid-19 morrem por complicações cardiovasculares
Foto: Shutterstock / Saúde em Dia

Cerca de 30% dos brasileiros são hipertensos segundo a Sociedade Brasileira de Cardiologia (SBC), e não é à toa que nesta segunda-feira, 17 de maio é celebrado o 'Dia Mundial da Hipertensão Arterial', doença crônica, diagnosticada pelo aumento persistente da pressão alta.

De acordo com o Dr. Thiago Siqueira, cardiologista do Hospital Anchieta de Brasília, a hipertensão pode surgir devido aos hábitos de vida não saudáveis, o que pode provocar um infarto agudo de miocárdio, acidente vascular cerebral (AVC) e insuficiência cardíaca", explica o médico.

Todos esses problemas causados devido a hipertensão podem levar o paciente ao óbito. Para controlar a hipertensão arterial é necessário mudar os hábitos de vida, como diminuir o sal na comida, praticar atividade física regular, parar de fumar, perder peso e reduzir o estresse diário, entre outros cuidados.

O Dr. Siqueira destaca ainda que em tempos de pandemia é questão de saúde pública conscientizar a população sobre a importância do controle da pressão alta. "Grande parte dos infectados morrem por complicações cardiovasculares. É fundamental que as pessoas se previnam e tratem adequadamente a doença", finaliza o cardiologista.

Qual a importância da atividade física para os hipertensos?

O Bruno Marques, personal trainer, afirma que o exercício físico traz diversos benefícios para a saúde, reduz a ansiedade, controla o peso, regula o colesterol, a pressão arterial e fortalece os músculos. "Nos hipertensos, a atividade física atua diretamente na produção de substâncias capazes de reduzir possíveis complicações que podem ser causadas pela obstrução das veias, como o AVC, infarto e entre outras", ressalta.

"Tanto a musculação (musculação), como as aeróbicas que são exercícios como corrida, bicicleta e natação tem seu papel na redução e manutenção de níveis satisfatórios de pressão arterial". Segundo Marques, o exercício regular pode proporcionar um aumento da massa magra, queda no percentual de gordura e baixa do colesterol, o que colabora para melhorar a qualidade de vida dessas pessoas.

"A atividade física para esse público deve ser feita de maneira orientada e controlada, trabalhando no limite individual de cada pessoa, de maneira moderada, para que possa colher os frutos de seu esforço e não a piora de seu quadro", conclui.

Consultorias: Thiago Siqueira, cardiologista do Hospital Anchieta de Brasília e Bruno Marques, personal trainer da rede de academias Evolve.

Saúde em Dia
Publicidade
Publicidade