PUBLICIDADE

Odeia exercícios? Veja como encaixar a atividade física em sua vida

Pesquisa divulgada este ano pelo Sesi, com mais de 2 mil pessoas, 55% dos brasileiros raramente ou nunca praticam atividades físicas.

9 dez 2023 - 14h04
(atualizado às 17h35)
Compartilhar
Exibir comentários
Colocar uma música e dançar em casa também vale como atividade física!
Colocar uma música e dançar em casa também vale como atividade física!
Foto: iStock / Jairo Bouer

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), o Brasil está entre os países mais sedentários da América Latina. E, de acordo com uma pesquisa divulgada este ano pelo Sesi (Serviço Social da Indústria), com mais de 2 mil pessoas, 55% dos brasileiros raramente ou nunca praticam atividades físicas.

O ser humano foi moldado para se movimentar. É por isso que a falta de exercício está associada a tantos problemas de saúde física e também mental. A falta de tempo e a ausência de políticas públicas que estimulem a atividade física são os principais culpados pelas atuais taxas de sedentarismo. Mas muita gente também tem dificuldade de encontrar algo que lhe proporcione prazer.

10 exercícios para emagrecer que você pode fazer em casa 10 exercícios para emagrecer que você pode fazer em casa

Veja, a seguir, algumas dicas que podem ajudar a superar a aversão pelos exercícios, e a incorporar o movimento à sua rotina:

Encontre o seu ritmo

Em vez de se forçar a fazer algo que você não gosta, encontre maneiras de se exercitar que combinem com a sua personalidade. Se você é uma pessoa social, você pode tentar fazer aulas de dança em grupo, participar de um time recreativo ou iniciar um grupo de caminhada com amigos. Conectar-se com seus amigos é uma ótima maneira de se manter motivado a se mexer. Já se você é mais independente, correr ou nadar pode ser mais adequado. E se você não é uma pessoa da manhã, é pouco provável que você se levante cedo para malhar - é melhor deixar a atividade para o fim do dia, ou fracionar ao longo do dia.

Dê tempo ao tempo

Sempre leva um tempo para que um novo comportamento se torne um hábito, então dê a si mesmo algumas semanas para entrar em uma rotina regular. Algo que ajuda é ser ativo mais ou menos no mesmo horário todos os dias. O exercício pode se tornar viciante de uma maneira positiva e, uma vez que se torne um hábito, você sentirá falta quando ficar sem fazer.

Inclua na sua rotina

Existem muitas maneiras de encaixar o exercício em sua vida, e isso não significa que você precise abrir mão de algo mais, como o tempo com a família e amigos. Seja ativo junto com a família, e todos vocês se beneficiarão. E se você não consegue imaginar a vida sem sua conversa diária com algum amigo ou amiga, faça essa ligação enquanto dá uma volta.

Tudo bem dividir

A OMS recomenda um total de pelo menos 150 minutos de atividade moderada por semana, mas se isso parece demais, tente adicionar duas ou três sessões curtas de atividade na maioria dos dias. E lembre-se que tudo conta: você pode fazer uma rápida rotina de movimentos ao acordar, dar uma caminhada rápida depois do almoço, e até colocar uma música e dançar em casa. 

Não se culpe

Se você perder um dia de atividade, não se preocupe tanto com isso. Todo mundo enfrenta dificuldades de vez em quando. Apenas certifique-se de retomar no dia seguinte. E se o que você está fazendo simplesmente não está funcionando para você, reveja o esquema. Você pode precisar experimentar uma atividade diferente ou um horário diferente. O importante é não desistir!

Fontes: Nações Unidas Brasil e Associação Americana para o Coração

Jairo Bouer
Compartilhar
Publicidade
Publicidade