PUBLICIDADE

Estamos cada vez mais perto de ter um anticoncepcional masculino? Entenda

Apesar de estar longe de o produto chegar às prateleiras das farmácias, testes promissores estão sendo realizados, e muitos deles aplicados em humanos; entenda mais

6 jun 2024 - 22h36
(atualizado em 7/6/2024 às 01h09)
Compartilhar
Exibir comentários
Saiba mais sobre os avanços em torno do anticoncepcional masculino
Saiba mais sobre os avanços em torno do anticoncepcional masculino
Foto: Canva Pro/atlasstudio / Bons Fluidos

Será que a ciência está cada vez mais perto de encontrar um outro método contraceptivo para os homens que vai além da vasectomia? Aparentemente, sim. Isso porque os cientistas da Faculdade de Medicina Baylor, no Texas, testaram o suposto anticoncepcional masculino em camundongos machos e obtiveram alguns resultados positivos. Confira o estudo publicado na revista 'Science':

O que é?

O composto químico chama-se CDD-2807, não possui hormônios, teve poucos efeitos colaterais até agora e é reversível. A proteína (STK33), que está presente na formação dos espermatozoides, é inibida com o tratamento. Isso faz com que eles não completem seu ciclo de geração e saiam mal formados. Porém, não se sabe se somente este fator é eficiente ao ponto de deixar um homem estéril.

A análise

Para testar a eficácia, os pesquisadores injetaram o composto químico CDD-2807 em camundongos machos. Eles receberam doses pequenas todos os dias durante três semanas. O resultado? Mesmo tendo continuado se acasalando com as fêmeas, nenhum filhotinho nasceu.

Os profissionais analisaram mais a fundo e notaram que os espermatozoides dentro do esperma diminuíram. Além disso, a atividade das células reprodutivas também foi menor. Sendo assim, chegaram à conclusão que o elemento tem sim caráter anticoncepcional. Para checar a reversibilidade do produto, deixaram de aplicar as injeções por 53 dias, e os roedores voltaram a procriar.

Futuro do anticoncepcional masculino

Já que descobriram que não há efeitos colaterais graves, o cérebro dos camundongos não sofreu alteração e tem zero hormônios, a pesquisa terá continuação. Apesar disso, ainda não existem datas para ser testado em humanos, o que irá acomprovar de vez a eficiência.

Ademais, há ensaios que estão mais perto de chegarem ao mercado, pois já estão realizando testes clínicos. Porém, não tem previsão para chegarem às prateleiras de farmácias para os homens usarem.

Bons Fluidos
Compartilhar
Publicidade
Publicidade