PUBLICIDADE

Dar antibiótico aos bebês aumenta risco de obesidade

Teste feito em camundongos mostra que os que receberam doses baixas de penicilina no primeiro mês de vida foram 25% mais pesados

17 ago 2014 15h35
ver comentários
Publicidade
Foto: Getty Images

Crianças que foram medicadas com antibióticos durante os primeiros meses de vida têm maior probabilidade de se tornarem obesas quando adultas. Um estudo feito em camundongos mostrou que os animais que receberam doses de penicilina desenvolveram um metabolismo mais lento e, portanto, com risco maior de ter excesso de peso ao longo da vida. As informações são do Daily Mail.

Siga Terra Estilo no Twitter

Cientistas acreditam que isso acontece porque os antibióticos interrompem algumas bactérias fundamentais para o intestino, o que leva o metabolismo a uma reprogramação. “Descobrimos que quando você perturba micróbios do intestino durante o início da vida, eles se normalizam em algum momento, mas os efeitos sobre o hospedeiro são permanentes”, justificou Martin Blaser, líder do estudo.

Camundongos que receberam doses baixas de penicilina no primeiro mês de vida foram 25% mais pesados e tiveram 60% a mais de gordura que os demais. Além disso, os machos eram mais propensos a engordar que as fêmeas.

O corpo humano contém cerca de 100 trilhões de micróbios que vivem sobre a pele e o intestino, chamados de microbioma. O estudo mostra que interromper o microbioma nas fases iniciais da vida pode causar mudanças na forma como o corpo se desenvolve.

Fonte: Terra
Publicidade
Publicidade