PUBLICIDADE

Dieta roxa: regime de Mariah Carey é pobre em nutrientes

O método usado pela cantora consiste em ingerir apenas alimentos desta cor por três dias por semana e promete eliminar 5 quilos em um mês

7 mai 2014 07h43
| atualizado às 07h58
ver comentários
Publicidade
<p>Mariah Carey emagreceu após aderir à dieta roxa</p>
Mariah Carey emagreceu após aderir à dieta roxa
Foto: Divulgação

A dieta roxa é a aposta da cantora Mariah Carey para perder os quilos que ficaram após a gravidez de seus filhos gêmeos, que nasceram em abril de 2011. Uma fonte disse à Star Magazine que “três dias por semana, ela come alimentos roxos, como ameixas, uvas e berinjelas, e já está amando os resultados.” Nutricionistas e endocrinologistas apontam benefícios relacionados ao consumo desses alimentos, mas alertam para a importância de uma alimentação balanceada e colorida, com nutrientes variados.

Os especialistas ainda afirmam que consumir exclusivamente alimentos da cor roxa, em tons que variam do avermelhado ao azul, assim como batata-roxa, couve-flor lilás, cenoura magenta e mirtilo, pode realmente levar à perda de peso. “Como a maioria dos alimentos é verduras, legumes e frutas, que têm alto teor de fibras e podem minimizar o apetite, dando maior saciedade, a dieta acaba levando a um possível emagrecimento”, comentou o endocrinologista Fadlo Fraige Filho, da Beneficência Portuguesa de São Paulo. Já para a nutricionista Alessandra Paula Nunes, da Salutem Nutrição e Bem-Estar, a eliminação dos 5 quilos em um mês, prometida pela dieta, é muito relativa e depende de cada organismo.

No entanto, uma alimentação que consiste em alimentos de apenas uma cor pode ser pobre em outros nutrientes. “As cores presentes nos alimentos derivam de seus componentes e cada um exerce uma função no organismo. A dieta roxa é pobre em proteínas, nutriente essencial para manutenção da massa magra e para a recuperação de células e tecidos. Recomendaria que essa dieta fosse feita no máximo uma vez por semana, apenas com a ideia de auxiliar no processo de desintoxicação do organismo”, disse a nutricionista. O ideal é ter sempre um cardápio colorido e variado, diferente do regime de três dias da cantora, que, segundo boatos, estaria se divorciando do marido, Nick Cannon, após seis anos de casamento.

<p>Mariah em dezembro de 2011, logo após dar à luz</p>
Mariah em dezembro de 2011, logo após dar à luz
Foto: Getty Images

De qualquer maneira, os alimentos dessas tonalidades conferem vários benefícios à saúde, justamente devido aos seus pigmentos naturais, as antocianinas, que têm efeito antioxidante. Podem levar à diminuição do número de células cancerígenas no organismo e de chances de doenças do coração, além de apresentar efeito antienvelhecimento. “Os antioxidantes agem no organismo impedindo o ataque de radicais livres que promovem a destruição de células, processos inflamatórios e oxidativos em tecidos, causando seu envelhecimento e  o que chamamos de arteriosclerose (processo degenerativo normal que acompanha o envelhecimento)”, explicou o endocrinologista.

Além disso, as antocianinas conseguem regular as adipocitocinas, moléculas produzidas pelas células de gordura. “Se essas moléculas forem controladas, evita-se o excesso de gordura de armazenamento e também contribui para diminuir a resistência à insulina, que provoca a diabetes tipo 2”, finalizou a nutricionista

Fonte: Ponto a Ponto Ideias Ponto a Ponto Ideias
Publicidade
Publicidade