PUBLICIDADE

Criança com barata no ouvido tem atendimento negado em UPA no RS

A menina havia passado a noite na casa da avó e foi levada à UPA por familiares ao perceberem que uma barata havia entrado em seu ouvido

4 mar 2024 - 19h23
(atualizado em 5/3/2024 às 17h50)
Compartilhar
Exibir comentários

No último sábado (2), uma situação inusitada chocou uma família em Bento Gonçalves (RS), na Serra Gaúcha, quando uma criança de 11 anos, após buscar atendimento médico na Unidade de Pronto Atendimento (UPA), foi enviada de volta para casa com uma barata ainda dentro de seu ouvido direito.

O prontuário revela que o encaminhamento da menina para um hospital da região, a fim de realizar o procedimento de remoção, foi negado pelo núcleo de regulação, alegando que o convênio entre o hospital e a prefeitura não cobria esse tipo de atendimento.

Foto: Arquivo Pessoal / Divulgação / Porto Alegre 24 horas

Ao portal G1, o pai da menina, que optou por não se identificar, disse que foi informado que o convênio entre o hospital e a prefeitura não cobria esse tipo de atendimento, então foi orientado a voltara para casa. A prefeitura de Bento Gonçalves, ao comentar o ocorrido, afirmou que "após inúmeras tentativas de retirada do corpo estranho do local, foi necessário encaminhamento para o ambulatório de otorrino, sendo realizada a retirada no hospital referência para a especialidade."

O episódio teve início quando a menina, que havia passado a noite na casa da avó, foi levada à UPA por familiares ao perceberem que uma barata havia entrado em seu ouvido, provocando dores. A médica que a atendeu registrou no prontuário que tentou, sem sucesso, remover o inseto e encaminhou a paciente para avaliação otorrinolaringológica.

No entanto, a menina retornou para casa ainda com a barata morta dentro do ouvido direito. Familiares expressaram insatisfação nas redes sociais, e a história ganhou destaque em um portal local. O pai da paciente relatou que a UPA entrou em contato algumas horas depois, sinalizando a possibilidade de realizar a remoção. A família foi então levada de ambulância para o hospital que anteriormente havia negado o procedimento e a menina teve o inseto retirado.

Mosquito da dengue tem horário para picar? 5 curiosidades sobre o Aedes aegypti Mosquito da dengue tem horário para picar? 5 curiosidades sobre o Aedes aegypti

Porto Alegre 24 horas
Compartilhar
Publicidade
Seu Terra












Publicidade