PUBLICIDADE

Após endometriose e gravidez aos 43, Márcia Fu descarta reposição hormonal: 'Sou muito medrosa'

Ex-atleta conta como sua vida mudou após virar mãe de Gabriel, e a 'peleja' com a menopausa: 'Não desejo isso nem para o pior inimigo'.

1 abr 2024 - 05h00
Compartilhar
Exibir comentários
Após sucesso em 'A Fazenda', da Record, Márcia Fu assinou contrato com o SBT
Após sucesso em 'A Fazenda', da Record, Márcia Fu assinou contrato com o SBT
Foto: Reprodução/SBT

Márcia Fu se mudou recentemente de Juiz de Fora (MG) para São Paulo para trabalhar e cumprir os novos compromissos após ter sido a sensação da última edição de "A Fazenda", na Record. Os novos deveres da ex-jogadora de vôlei incluem um contrato com o SBT (ela agora faz parte do programa "Tá na Hora"), sessões de fotos, entrevistas… Trabalho é o que não falta nesse novo momento de vida da ex-jogadora de vôlei da seleção brasileira, mas sua prioridade não mudou: o filho.

Gabriel, de 11 anos, a quem ela chama de sua "joia", embarcou junto com a mãe na nova jornada. "Quando somos mães queremos que o filho esteja bem para a gente fazer bem as nossas coisas. Graças a Deus, estamos caminhando para isso", conta a ex-atleta em entrevista ao Terra

Márcia Fu foi mãe tardiamente. Ela já estava desistindo de engravidar por conviver com a endometriose, doença que afeta 7 milhões de brasileiras. "Eu não podia ser mãe, para quem não sabe. Eu ganhei ele de Deus. Eu engravidei com 43 anos e muitas vezes antes eu tinha tentado engravidar e não conseguia. Então Deus falou assim: 'Vou dar um presente pra essa velha atrevida para ela aprender o que é amar alguém e receber amor de alguém'", contou a ex-atleta em seu reencontro com o filho no programa de Rodrigo Faro, logo após sair de "A Fazenda".

Márcia Fu no reencontro com o filho, Gabriel, após seu confinamento em 'A Fazenda'
Márcia Fu no reencontro com o filho, Gabriel, após seu confinamento em 'A Fazenda'
Foto: Reprodução/Record

O "atrevida" vem do passado, em que ela admite ter curtido bastante, principalmente no seu auge como atleta da seleção. "Era muito namoradeira, atrevidissima! Minha cena era linda com os rapazinhos! Quando a gente é nova a gente apronta, né?", ri a ex-jogadora, que teve três casamentos, mas atualmente está solteira. Márcia Fu se considera independente e brinca que, não descarta "uns beijos aqui e acolá", mas só mais para frente, quando Gabriel não depender tanto dela.

"A mãe que lute"

O furacão da fama que voltou à rotina da ex-atleta profissional de 54 anos fez com que ela fizesse adaptações à sua rotina e à do menino. "É tudo uma engrenagem, né? A gente quando é mãe se preocupa primeiramente em deixar o filho legal, em uma situação bacana", diz sobre ter aceitado os convites de trabalho e a vinda definitiva para São Paulo.

A mudança é mais difícil para Gabriel, segundo a ex-jogadora, já que o filho precisou trocar de escola. Por isso, garantir seu bem-estar tem sido sua prioridade, mesmo em meio a uma nova rotina tão agitada. "Acho que estou super acostumada. Primeiro vejo o bem-estar dele, óbvio, e depois a mãe que se vire, essa é a verdade. A mãe que lute."

Márcia conta que o cotidiano em seu estado natal, Minas Gerais, estava mais "tranquilo", e que o processo de adaptação está mais avançado do que ela imaginava, principalmente por causa da rede de apoio que possui em São Paulo.

"Sempre estou tendo [rede de apoio], graças a Deus, pessoas bacanas, e com força total para me ajudar. Pelo menos nesse início a gente já está se encaminhando bem, pelas pessoas que estão à minha volta", conta ela, que é empresariada por Marlene Mattos.

Mesmo com ajuda, Márcia reforça que gosta mesmo é de estar perto do pequeno e o mais difícil tem sido os momentos longe de Gabriel por causa dos novos trabalhos. "Sou muito mãezona mesmo. Gosto de ir ao futebol. Agora que tenho que deixá-lo", lamenta.

Hoje mãe solo, Márcia é separada do pai de Gabriel há mais de cinco anos. Apesar de o filho ter sofrido no começo da separação, hoje já está acostumado. De acordo com a  ex-jogadora, o importante é que haja um bom relacionamento entre Gabriel e seu ex-marido. "Ele gosta muito do pai dele, o pai dele também gosta muito dele. Longe de mim falar mal do pai dele. A gente só não dava mais certo, então achei melhor separar."

"Márcia cuidar da Márcia pode esquecer"

Mesmo com tanta gente na retaguarda, tem sido difícil encontrar tempo para ela. "Márcia cuidar da Márcia pode esquecer. Eu cuido do Gabriel e hoje estou com meus afazeres. Mas isso é legal. Eu gosto. Eu sou uma pessoa que gosta de trabalhar, lutar, meu filho está vendo que estou trabalhando, e é por ele. Só não tenho muito tempo para cuidar de mim", admite.

Márcia Fu fala sobre os desafios de aliar compromissos e maternidade: "a gente quando é mãe quer que o filho esteja bem"
Márcia Fu fala sobre os desafios de aliar compromissos e maternidade: "a gente quando é mãe quer que o filho esteja bem"
Foto: Arquivo pessoal

Apesar dos compromissos diários, a ex-jogadora mantém a forma física com a prática de corrida, caminhada e academia ao menos três vezes por semana. Aos 54 anos, Márcia Fu diz que raramente toma remédios e que tem boa saúde. Quando surge uma brecha, ela gosta de ir a restaurantes de comida japonesa ou até um barzinho, mas hoje em dia já não é muito da noitada. 

Os esportes também estão na vida de Gabriel, que já foi matriculado em uma escola de futebol em São Paulo. Mesmo assim, mãe e filho têm compartilhado outro esporte: "Gosto muito de pescar com o Gabriel, ele ama pescar", afirma. 

O filho biológico veio mesmo na hora certa, apenas 4 anos antes da ex-atleta entrar na menopausa. Ela lembra que o início foi difícil. "Tive todos os sintomas. Irritação, ficava suando demais, aquele calorão que vem do nada, nervosa, minha imunidade baixou. Gente do céu, foi uma peleja no início". Agora, porém, o corpo está se acostumando.

"Não desejo isso nem para o pior inimigo", brinca. Apesar das dificuldades, Fu não considera fazer um tratamento de reposição hormonal, geralmente recomendado para mulheres que estão nessa fase: "Sou muito medrosa", confessa.

"Caso do acaso..."

O encontro de Márcia Fu e Tetê Espíndola
O encontro de Márcia Fu e Tetê Espíndola
Foto: Luiz Becherini / Perfil Brasil

Uma super-mãe, jogadora premiadíssima de vôlei, entusiasta da pesca… Parece muito? Tem mais. Uma das participações de Márcia Fu que mais viralizaram durante o reality show foi cantando "Escrito nas Estrelas", sucesso na voz de Tetê Espíndola. A esportista brinca que é desafinada, mas que "todo mundo pede para cantar" a canção.

Márcia conta que ouviu "Escrito nas Estrelas" pela primeira vez durante um festival no Maracanãzinho. "Eu achava a voz dela linda!" Já no reality, a última coisa que ela achou foi que iria bombar cantando. "Pensei em cantar a música para ficar feliz, distrair o pessoal", confessa.

O sucesso do meme foi tamanho, que o hit passou a ser um dos mais ouvidos do Brasil no período em que ela estava confinada em Itapecerica da Serra. Além disso, possibilitou um encontro entre a ex-participante de "A Fazenda" com a autora da música. "Eu adoro a Tetê, desejo o melhor para ela. A música dela é linda e hoje está aí podendo fazer algumas coisas. Se pude ajudá-la é o mais importante."

Fonte: Redação Terra Você
Compartilhar
Publicidade
Publicidade