0

9,5% da população em SP já contraiu a covid-19, diz estudo

Primeiro resultado do inquérito sorológico, que terá outras quatro etapas, teve resultados divulgados nesta terça

23 jun 2020
12h47
atualizado às 12h56
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

Os primeiros resultados de um inquérito sorológico realizado pela Prefeitura de São Paulo sobre o coronavírus indicou que 9,5% de toda a população, ou 1,16 milhão de pessoas, foram expostas à doença. Segundo a Prefeitura, é uma taxa maior de outros países que fizeram inquéritos parecidos, como França e Espanha. Oficialmente, até aqui, a cidade tinha 118 mil casos confirmados da doença.

Dessa forma, segundo o secretário municipal de Saúde, Edson Aparecido, a taxa de mortalidade da doença na cidade é de cerca de 0,5 morte para cada 100 mil infectados. "Sem a taxa de prevalência, a taxa de letalidade na cidade de São Paulo era de 26 casos para 1 mil infectados. O inquérito sorológico nos apresenta o real cenário da letalidade. A taxa de letalidade é de 0,5%, 5 pessoas a cada 1 mil infectados", afirmou.

O secretário de Saúde da cidade de São Paulo, Edson Aparecido, durante coletiva on-line
O secretário de Saúde da cidade de São Paulo, Edson Aparecido, durante coletiva on-line
Foto: Reprodução/YouTube / Estadão Conteúdo

O levantamento é uma pesquisa feita com 5.446 indivíduos, que foram testados pela Prefeitura após terem sido escolhidos por sorteio, de forma a contemplar todas as regiões na cidade.

Divididas por região, essa taxa de infecção varia. Na zona leste, a doença já chegou a 12,5% dos moradores. Na zona sul, a 7,5% da população.

A pesquisa faz parte do processo de reabertura comercial da cidade, que vem sendo realizada pela gestão Bruno Covas (PSDB) em parceria com o governo João Doria (PSDB).

"A estratégia desenvolvida até agora apresentou resultados bastante importantes", disse Aparecido, ao destacar que, até o momento, não houve pacientes que morreram ser conseguir atendimento médico.

Nos próximos 15 dias, outras 5.446 pessoas serão testadas em uma nova etapa do inquérito, para avaliar a evolução da doença. O exame feito foi o imunocronomatográfico.

Veja também:

De andador, veterano de guerra de 99 anos arrecada milhões para saúde pública britânica
Estadão
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade