PUBLICIDADE

5 modalidades de treino para idosos experimentarem

Especialista indica atividades que podem promover bem-estar físico e mental durante a melhor idade

12 jun 2024 - 12h18
Compartilhar
Exibir comentários

O número de idosos vem aumentando progressivamente no Brasil, devido às melhorias na qualidade de vida, impulsionadas pelos avanços na área da saúde e por hábitos mais saudáveis. Um exemplo dessas melhorias é evidenciar uma das mudanças de grande impacto na vida diária, que traz diversos benefícios - a prática de atividades físicas .

Foto: Freepik/Divulgação / Boa Forma

"Foi-se o tempo em que o lazer para a faixa sênior se restringia a pilates e caminhada", pontua Jéssica Ramalho, Diretora de Operações (COO) e cofundadora da Acuidar, franquia de cuidadores especializados. "Hoje em dia, há uma vasta disponibilidade de opções de esportes para idosos, fator que tem auxiliado no aprimoramento do bem-estar do grupo", acrescenta.

De acordo com a especialista, incluir práticas diferenciadas que estimulem não somente a saúde física, como também a mental e emocional dos indivíduos em questão, é essencial. Jéssica ressalta que é importante adequar a modalidade às preferências do idoso. Essa personalização torna o momento da atividade mais prazeroso e reconfortante, integrando-o como parte de lazer na rotina, ao invés de uma imposição.

Diante desse panorama, a profissional listou algumas das principais práticas incorporadas às rotinas dos assistidos de sua franquia. Ramalho conta que têm percebido uma adesão crescente dessas modalidades, todas realizadas com a devida cautela, supervisão e assistência necessária para evitar possíveis lesões.

Modalidades de treino para idosos experimentarem

  • Natação e hidroginástica

Para o público que gosta de explorar ambientes diferentes e sair de casa, esportes aquáticos são excelentes opções. A natação, por exemplo, trabalha todos os músculos do corpo, com baixo impacto nas articulações. É uma ótima opção para pessoas com problemas articulares ou que desejam melhorar a flexibilidade.

Ainda no mesmo espaço, a hidroginástica ganha destaque como uma atividade que, por vezes, é realizada em piscina com água aquecida, ideal para aqueles que possuem condições como artrite, reumatismo ou osteoporose.

  • Dança

A dança se evidencia como uma atividade física completa, proporcionando diversos benefícios para a saúde física e mental. Além de ser uma ótima maneira de se divertir e se socializar, contribui para a melhora da coordenação motora, equilíbrio e flexibilidade, reduzindo o risco de quedas e aumentando a autonomia na vida diária. A modalidade também fortalece os músculos e ossos, auxilia no controle do peso, melhora o humor e a qualidade do sono e estimula a memória e a cognição, prevenindo doenças neurodegenerativas como o Alzheimer.

Existem diversos tipos que podem ser praticados pela faixa etária, como dança de salão (forró, tango, salsa), danças folclóricas, dança contemporânea e dança do ventre. É importante escolher um estilo que esteja de acordo com as condições físicas do praticante, para evitar riscos durante a atividade.

  • Tai Chi Chuan

Essa arte marcial milenar chinesa combina movimentos lentos e fluidos com exercícios de respiração profunda, proporcionando diversos benefícios para a saúde física e mental.  A prática regular de Tai Chi Chuan contribui para a melhora do equilíbrio, flexibilidade, força muscular e coordenação motora.

Vale ressaltar que o exercício auxilia no combate ao estresse, ansiedade e dor, promovendo o relaxamento e a qualidade do sono. Além disso, trata-se de uma atividade inclusiva, que pode ser praticada por pessoas de todas as idades e níveis de condicionamento físico, inclusive idosos com problemas articulares ou osteoporose. As aulas em grupo, geralmente realizadas em academias, centros de convivência ou parques, proporcionam um ambiente acolhedor e propício para a socialização e o bem-estar.

  • Yoga

A yoga surge como outra opção completa para a terceira idade. Essa prática milenar vai além da simples atividade física, pois combina posturas corporais (asanas), técnicas de respiração (pranayama) e meditação, proporcionando benefícios abrangentes.

A atividade, assim como o Tai Chi Chuan, promove inúmeros benefícios e traz uma maior autonomia nas atividades diárias e redução do risco de quedas. Um diferencial importante é o foco no autoconhecimento e bem-estar mental, auxiliando no enfrentamento de questões emocionais.

  • Musculação

Como resultado da maioridade, a perda de massa muscular e densidade óssea torna-se uma preocupação, aumentando o risco de quedas e lesões. A prática consistente de musculação, com seu foco no fortalecimento, é fundamental para atenuar os efeitos do envelhecimento, contribuindo para uma maior estabilidade, equilíbrio e mobilidade.

Ademais, os benefícios estendem-se além do aspecto físico, incluindo a manutenção da independência funcional, melhoria da postura e até mesmo o alívio de dores crônicas, promovendo, assim, uma melhor qualidade de vida.

Boa Forma
Compartilhar
Publicidade
Seu Terra












Publicidade