PUBLICIDADE

Veja dicas para manter produtos tóxicos longe das crianças

6 mai 2013 07h14
| atualizado às 07h14
ver comentários
Publicidade

O que para você é um produto que auxilia na limpeza da casa, para o seu filho pode representar um brinquedo novo e colorido. Comprimidos vermelhos, amarelos ou azuis que você toma diariamente, deixados em cima da cômoda, para ele, podem ser balas gostosas. Se a imaginação das crianças não tem limites, cabe aos pais organizar a casa e impor regras para evitar intoxicações. Em vez de impedir que seu filho explore o espaço, o mais adequado é não deixar esses materiais à vista. 

Mantenha materiais de limpeza na embalagem original - colocar um desses líquidos em uma garrafa de refrigerante pode confundir a criança
Mantenha materiais de limpeza na embalagem original - colocar um desses líquidos em uma garrafa de refrigerante pode confundir a criança
Foto: Shutterstock

Manter produtos de higiene e de limpeza, venenos, medicamentos, bebidas alcoólicas e materiais para artesanato em um armário no alto, fechado e trancado é a principal medida de segurança, conforme recomenda o especialista em Saúde e Segurança Omar Alexandre Ferreira da Silva, autor do livro Manual de Segurança para Crianças. Lembre-se de que qualquer substância de uso doméstico pode ser tóxica se ingerida em grande quantidade. 

Materiais de limpeza devem ser mantidos em sua embalagem original, nunca em uma garrafa de refrigerante, por exemplo, pois o pequeno pode se confundir. Enquanto esses produtos estiverem sendo usados, mantenha a criança afastada do ambiente, sob supervisão de outro adulto. 

Produtos de higiene como xampu, mesmo que infantis, são altamente tóxicos se ingeridos, por isso também é importante mantê-los trancados em um armário. Na hora do banho, assim como ao escovar os dentes, é indicado que um adulto sempre esteja junto, para impedir que a criança consuma oralmente algum cosmético. 

Venenos e medicamentos

Reserve um lugar específico de sua casa para guardar venenos e inseticidas, também em armários fora do alcance dos pequenos. Na hora de aplicá-los, é imprescindível ler e seguir as orientações básicas descritas na embalagem de cada produto. Inseticidas em aerosol, comumente usados para espantar os mosquitos do quarto das crianças, só podem ser aplicados quando elas não estiverem por perto. Deixe as janelas abertas e espere para colocar o pequeno para dormir até não sentir mais o cheiro forte. "O produto ainda estará ativo, mas não em concentração suficiente para provocar algum mal", garante o especialista. 

Facilmente relacionados a guloseimas pelas crianças, os medicamentos são os principais vilões quando se trata de intoxicações. O acidente acontece quando o pequeno ingere um remédio em quantidade acima da chamada dose terapêutica, usada quando a criança está doente. Imagine a cena: um frasco transparente com comprimidos coloridos está em cima da bancada na cozinha; para o seu filho, parecem balas, e ele enche a boca com os remédios. A criança acaba de intoxicar-se, uma situação que pode levar à morte. 

"Cada medicamento tem a sua dose tóxica, mas em alguns descongestionantes nasais e orais, xaropes e analgésicos, frequentemente usados para tratar dor e febre em crianças, a dose terapêutica é muito próxima da dose tóxica", explica a pediatra Cynthia Regina Tangari Coelho, presidente do Comitê de Segurança Infantil da Sociedade Mineira de Pediatria. Por isso, guarde sempre os remédios em um local específico, de preferência uma gaveta trancada, e mantenha-os na embalagem original. 

Outra dica: frente à resistência do seu filho em tomar a medicação, não minta que o comprimido é um doce, porque isso estimula a confusão. Explique que se trata de um remédio que vai ajudá-lo a se sentir melhor para brincar. Evite consumir medicamentos na frente das crianças, para não estimulá-la a querer também. 

Se ocorrer a ingestão de um produto tóxico, nada de provocar vômito, dar água ou leite ao seu filho. No caso de suspeita de intoxicação, entre em contato imediatamente com o pronto-socorro ou Centro de Controle de Toxologia de sua cidade, para receber informações adequadas. Tenha em mãos a embalagem do medicamento ou do produto ingerido. 

 

Cartola - Agência de Conteúdo - Especial para o Terra Cartola - Agência de Conteúdo - Especial para o Terra
Publicidade
Publicidade