PUBLICIDADE

Carol Francischini treina pernas em casa: "amo ar livre"

28 jan 2021 10h24
ver comentários
Publicidade

A modelo Carol Francischini, 31 anos, adora exercícios ao ar livre e tem aproveitado muiito esse tempo de quarentena para treinar. Em entrevista exclusiva ao "Elas no Tapete Vermelho", a top disse que a pandemia até a incentivou a melhorar. "Pude encontrar formas de manter minha prática, fluindo melhor, mais focada no agora e sem me preocupar com tantas metas", revelou.

Carol Francischini
Carol Francischini
Foto: Divulgação / Elas no Tapete Vermelho

Carol gravou um vídeo exclusivo com uma sequência de exercícios para fortalecer pernas e glúteos.  "Esse treino do vídeo é mais voltado para a parte inferior. O foco é manter o corpo tonificado, não é um treino para ganhar massa", disse, ao lembrar que deixa tudo fluir naturalmente. "Se a vontade do dia for curtir o sofá, também me permito, sem culpa", afirmou.

Confira o vídeo e a entrevista completa abaixo

Elas no Tapete Vermelho - Qual sua rotina de exercícios?
Carol Francischini - Não tenho uma rotina fixa. Vou me adaptando e faço os exercícios conforme se encaixam no meu dia e no lugar onde estou. Sempre preferi esportes ao ar livre, ou em casa mesmo, desde alongamentos até uma corrida em volta do quarteirão.
O importante é que a atividade física seja constante e faça parte do seu dia a dia.

Elas - O que mudou com a pandemia?
Carol - Falando exclusivamente sobre a rotina de treinos, a pandemia me incentivou a melhorar. Estando em casa, com mais tempo disponível, pude encontrar formas de manter minha prática, fluindo melhor, mais focada no agora e sem me preocupar com tantas metas.

Elas - Você parece ser ligada no 220 volts, de onde vem tanta energia?
Carol - Sempre fui muito hiperativa, nunca gostei de ficar parada. Então sempre procurei esportes e exercícios que não caíssem numa rotina e não me deixassem entediada.

"Tenho buscado fazer os exercícios que se encaixam no meu tempo, no meu espaço e nas minhas vontades, sem pressão."

Elas - Fale um pouco mais dos exercícios. 
Carol - Eu estou me exercitando em casa, então sempre busco novas formas de me manter ativa. Tudo depende do meu foco no dia. Se acho que tenho que fazer exercícios mais focados nas pernas, faço. E então, nos dias seguintes, vou intercalando com exercícios para abdômen, braços, e assim sigo, sempre intercalando. Tenho buscado fazer os exercícios que se encaixam no meu tempo, no meu espaço e nas minhas vontades, sem pressão.

Elas - Quantas vezes você faz essa série por semana?
Carol - Durante a pandemia, tenho malhado uma média de 30 minutos, de 5 a 6 vezes por semana. Esse treino do vídeo é mais voltado para a parte inferior - pernas e glúteos. O foco é manter o corpo tonificado, não é um treino para ganhar massa.

Elas - O filme está em câmera rápida. Quantos minutos vc demora para fazer a série de verdade?
Carol - De 30 a 40 minutos. Tudo depende da inspiração no dia. (risos)

Carol Francischini
Carol Francischini
Foto: Divulgação / Elas no Tapete Vermelho

Elas - Em algum momento da pandemia, você relaxou nos exercícios? Por quê?
Carol - Sim, e sem culpa! Especialmente nos dias de mais incerteza e tristeza.
É natural nossa rotina mudar nestes tempos que estamos vivendo, então deixei as coisas fluírem naturalmente e não fiquei me pressionando. Como sempre amo cozinhar, usava a culinária também como passatempo, inventando algumas receitas.

Elas - Quando não está trabalhando ou fazendo exercícios, quais outras atividades ou hobbies que ocupam?
Carol - Em 2020, passei 10 meses fora do Brasil. Comprei um 'sketchbook' (caderno para fazer rascunhos de desenhos) e comecei a fazer alguns desenhos, como hobby. Além disso, estou sempre testando receitas novas. Como disse, adoro cozinhar. Também investi em mais livros, e comecei a praticar um pouco de meditação. De qualquer forma, procuro deixar tudo fluir naturalmente. Se a vontade do dia for curtir o sofá, também me permito, sem culpa.

Elas - Sua filha, Valentina, de 8 anos, te acompanha nos exercícios?
Carol - Agora que ela está maior, me acompanha em alguns exercícios, mas sempre fazendo coisas leves, que uma criança pode fazer como se fosse uma brincadeira.
Ela pula corda comigo ou, quando saio pra caminhar, ela me acompanha, andando de patins ao meu lado.

Atenção: Se você tem alguma restrição, não faça exercícios sem a autorização ou acompanhamento de um profissional.

Elas no Tapete Vermelho
Publicidade
Publicidade