PUBLICIDADE

Infidelidade: 8 a cada 10 brasileiros já traíram seus parceiros

Pesquisa realizada pelo aplicativo Gleeden também conseguiu mapear quais são os Estados brasileiros com mais casos de infidelidade

2 jul 2022 - 21h03
Ver comentários
Pesquisa também revela que seis a cada 10 traidores se arrependeram do ato
Pesquisa também revela que seis a cada 10 traidores se arrependeram do ato
Foto: Shutterstock / Alto Astral

Por mais que não seja um assunto tão agradável de ser comentado, é possível que em algum momento da vida você enfrente a infidelidade. E existem dados que comprovam isso, viu? De acordo com o aplicativo de encontros Gleeden, 8 a cada 10 brasileiros já traíram seus parceiros em relacionamentos considerados monogâmicos. Ou seja, mesmo que ninguém queira passar por isso, talvez você já tenha passado e nem sabe...

O dado foi obtido através da pesquisa "Radiografia da Infidelidade e Infiéis no Brasil 2022" e traz dados muito curiosos a respeito deste assunto. O app conseguiu mapear, por exemplo, quais são os Estados brasileiros com o maior número de infiéis: São Paulo vence em disparado com o maior número de casos de traição. Em seguida, temos o Rio de Janeiro, Brasília, Minas Gerais e Espírito Santo liderando a lista. 

Outro dado que também deixa os brasileiros naquela saia justa diz respeito a posição no ranking de infidelidades. Aparentemente, o Brasil é o país com mais traições da América Latina, seguido pela Colômbia, México, Argentina e Chile. No final das contas, isso não é algo que dá para dizer que dá muito orgulho do nosso país, concorda?

Quem pratica mais infidelidades?

A pesquisa de infidelidade promovida pela Gleeden também conseguiu entender o comportamento da traição e qual dos dois gêneros mais prática. E bom... Como esperado, os homens traem mais: 91% dos participantes da pesquisa responderam que já foram infiéis em algum relacionamento. Por outro lado, as mulheres também não estão muito atrás, viu? 88% das brasileiras ouvidas afirmaram ter traído também.

Mesmo com um resultado muito próximo, as mulheres são as que sofrem mais julgamentos em caso de traição — 9 a cada 10 participantes da pesquisa concordaram com a afirmação. Agora, quando falamos do comportamento masculino, 99% dos entrevistados concordam que eles possuem mais liberdade e segurança para traição.

Outro dado chocante revela que os brasileiros estão propensos a tentar experiências não-monogâmicas. Para 62% dos participantes da pesquisa, a traição é considerada natural até certo ponto e entre os principais motivos estão a curiosidade, problemas na vida íntima enquanto casal e desejo por outras pessoas. 

Mas e aí, o que você achou desses dados? Já suspeitava sobre algum dado que foi comprovado através da pesquisa? Também já passou por alguma traição?

Alto Astral
Publicidade
Publicidade