PUBLICIDADE

Saiba por que o queijo brie pode deixar de existir

Estudo inédito sobre os fungos presentes nos queijos aponta o possível fim da iguaria como conhecemos hoje

2 abr 2024 - 19h05
Compartilhar
Exibir comentários
Queijo brie
Queijo brie
Foto: PicturePartners/iStock

A existência de um dos mais apreciados queijos do planeta pode estar ameaçada. Em entrevista à nossa coluna "Só queijo", a pesquisadora Jeanne Ropars, do Centro Nacional de Pesquisa Científica da França (CNRS), afirmou que o principal responsável por essa possível extinção seria justamente o fungo utilizado na produção do queijo brie.

Em estudo inédito, feito por Ropars, a espécie de mofo do queijo Penicillium camemberti foi analisada em laboratório, e os achados mostraram que a pouca variedade genética do mofo presente nesse tipo de queijo ameaça a sua continuidade, pelo menos do jeito que o conhecemos.

A seleção genética dos microorganismos dessa espécie de fungo, responsável pela formação da inconfundível capa branca presente nesse queijo, é um dos fatores que contribui para a falta de variabilidade genética. O estudo observou que a reprodução desse fungo está seriamente prejudicada devido a esse fator.

Então o queijo brie vai deixar de existir?

Ainda há esperanças para barrar o 'fim' do queijo brie. Pesquisadores e produtores estão focados na substituição do fungo Penicillium camemberti pelo Geotrichum Candidum para produzir esses e outros tipos de queijo que levam o fungo na receita.

"Não temos os mesmos problemas com o Geotrichum Candidum que temos com o P. camemberti", comentou Nathalie Desmasures em entrevista ao Paladar.

Gosta de queijos? Então fique por dentro do Mundial do Queijo Brasil 2024

Veja também: 4 jeitos de utilizar os queijos na cozinha

Uma feira com mais de 100 opções de produtos artesanais de produtores rurais de todo o Brasil é aberta ao público na Praça da Baleia: mais uma vez, queijos, bebidas e outros tipos de alimentos vindos diretamente do campo estão disponíveis para todos. Rodadas de conversas e degustações também serão oferecidas, com vagas limitadas. Cada workshop custa R$ 120 e as inscrições podem ser feitas pelo site.

No dia 12 de abril, um dos eventos mais esperados, Concurso de Queijos e Produtos Lácteos, traz como concorrentes mais de 2.000 queijos das mais variadas regiões do Brasil, dos Estados Unidos, França, Itália, México e Reino Unido. O Mundial do Queijo também premiará os melhores queijeiros do Brasil, com júri internacional especializado no produto.

Onde: Teatro B32 - Praça da Baleia. Endereço: Avenida Brigadeiro Faria Lima, 3732, São Paulo, SP. Data: 11 a 14 de abril. Instagram: @mundialdoqueijobrasil. Site: www.mundialdoqueijodobrasil.com.

Estadão
Compartilhar
Publicidade
Publicidade