PUBLICIDADE

Pesquisadora francesa faz alerta sobre queijo brie, que pode sumir

Entenda qual problema prejudica o alimento de origem francesa

2 abr 2024 - 18h48
Compartilhar
Exibir comentários
Queijo brie
Queijo brie
Foto: lechatnoir/iStock

O queijo nascido na França, característico por seu interior cremoso envolto por uma casca de mofo branco, corre o risco de não existir mais após conclusões da pesquisadora Jeanne Ropars, do Centro Nacional de Pesquisa Científica da França (CNRS).

Segundo ela, a espécie Penicillium camemberti, utilizada para fabricar o produto tem o fim traçado pela baixa variedade genética - humanamente criada para resultar na estabilidade de sabor e da cor do mofo. "Ele perdeu funções, como a capacidade de crescer em condições adversas", diz. Entenda mais aqui.

Isso, entretanto, não significa que a humanidade nunca mais terá acesso ao alimento. O fim do queijo brie como é conhecido pode ser barrado através da substituição da cepa Penicillium camemberti pela Geotrichum Candidum. A alternativa é bem presente no meio-ambiente, no solo, nas plantas e no leite cru, além de diversa, o que contorna o problema que a outra espécie enfrenta agora.

"Há uma diversidade a nível das cepas, que vão se traduzir, no mundo dos queijos, em diferenças em termos de aspecto - do liso e cremoso ao branco textura de feltro - com propriedades enzimáticas, capacidade de desacidificar a massa e produzir compostos aromáticos", explica Nathalie Desmasures na matéria 'Penicillium camemberti: crônica de uma morte anunciada', por Débora Pereira.

Fique por dentro do Mundial do Queijo Brasil 2024

Quais são os melhores queijos do Brasil e do mundo? É essa a pergunta que a 3ª edição do Mundial do Queijo Brasil quer responder. O evento é parceiro oficial do Mondial du Fromage, o principal evento de premiação do mundo do queijo, que acontece na França a cada dois anos.

O Mundial do Queijo Brasil atraiu 150 mil pessoas na edição de 2022, e a expectativa para este ano é de um público ainda maior. O evento acontece no coração econômico de São Paulo, nas dependências do Teatro B32 e da 'Praça da Baleia', e conta com diversas atrações para o público.

Uma feira com mais de 100 opções de produtos artesanais de produtores rurais de todo o Brasil é aberta ao público na Praça da Baleia: mais uma vez, queijos, bebidas e outros tipos de alimentos vindos diretamente do campo estão disponíveis para todos. Rodadas de conversas e degustações também serão oferecidas, com vagas limitadas. Cada workshop custa R$ 120 e as inscrições podem ser feitas pelo site.

No dia 12 de abril, um dos eventos mais esperados, Concurso de Queijos e Produtos Lácteos, traz como concorrentes mais de 2.000 queijos das mais variadas regiões do Brasil, dos Estados Unidos, França, Itália, México e Reino Unido. O Mundial do Queijo também premiará os melhores queijeiros do Brasil, com júri internacional especializado no produto.

Onde: Teatro B32 - Praça da Baleia. Endereço: Avenida Brigadeiro Faria Lima, 3732, São Paulo, SP. Data: 11 a 14 de abril. Instagram: @mundialdoqueijobrasil. Site: www.mundialdoqueijodobrasil.com.

Estadão
Compartilhar
Publicidade
Publicidade