PUBLICIDADE

Amo muito tudo isso: clássicos do fast food feitos por chefs

Sanduíches e porções de batata e frango, inspirados em ícones de grandes redes, brincam com a memória afetiva dos clientes

23 jun 2022 05h00
ver comentários
Publicidade

"Pode cantar", diz a descrição do Big Cow no iFood. Em seguida, vem a estrofe que descreve as camadas do sanduíche: "dois hambúrgueres, alface, queijo, molho especial, cebola e picles". (E que atire a primeira pedra quem não acabou de cantarolar, ainda que mentalmente, o verso: num pão com gergelim.)

Foto: Alex Souto Maior / iStock

O jingle lançado no Brasil nos anos 1980 - e replicado em diversas campanhas de anos posteriores - está gravado na memória de diferentes gerações, como a de Fábio Moon e Luiz Filipe Souza, sócios na lanchonete FatCow. Com a receita do Big Mac na ponta da língua, a dupla decidiu prestar uma homenagem ao sanduíche - que é o mais vendido nas 1.051 lojas brasileiras do Méqui -, criando a sua versão, digamos, mais gastronômica.

Os componentes do sanduíche você já sabe. A diferença é que tudo, inclusive o queijo, é feito na cozinha da casa, em escala artesanal e com ingredientes naturais. Com isso, o sabor ficou parecido com o do número um, mas não exatamente igual. "Foram diversas tentativas para chegar num molho especial de sabor similar", conta Moon. E no fim das contas, a versão que ficou mais próxima foi trocada por outra, que os chefs julgaram mais saborosa.

Outro desafio foi a apresentação do sanduíche, que precisava ficar semelhante. "O apelo visual do McDonald's é muito forte. Só de olhar, você reconhece um sanduíche de lá. É a única hamburgueria que consegue fazer isso", afirma Moon. Mas além do pão mais tostadinho, com gergelim branco e torrado no topo (no do Mc só vai o branco), a ordem dos ingredientes mudou um pouco. Enquanto no Big Mac o queijo vem por baixo do hambúrguer, no Big Cow ele é acomodado em cima dele. "Assim ele derrete melhor, por conta da temperatura da crosta do hambúrguer."

Fã confesso do Mc, "é a melhor hamburgueria em muitos quesitos", Moon pinçou elementos da identidade da rede para desenvolver as embalagens da nova Jurassic Park Burger, no Itaim Bibi. Repare na caixinha vermelha usada para acomodar a porção de fritas. Tem como não lembrar da do Mc? Entre os sanduíches, não há inspiração declarada, mas há, sim, pedidas que lembram clássicos, como o McChicken, só que numa versão muito (mas muito) mais caprichada. Para começo de conversa, o frango frito do Chicken Sandwich, como foi batizado, é marinado em especiarias por 48 horas. Alface, cebola roxa fatiada fininha e molho à base de maionese complementam.

Lanche Feliz

Para brincar com a memória afetiva dos clientes, Luiz Filipe arrumou uma caixinha - parecida com aquelas que acomodam combos para crianças em fast foods - para brilhar numa das etapas do menu-degustação do Evvai, seu restaurante com uma estrela Michelin. Ela abre alas para as outras 12 etapas do jantar. Dentro dela, uma surpresa para gente grande: a famosa bomba de vieira da casa, com tomatinhos fermentados e lardo de porco carunxinho.

"A ideia é entregar o lúdico, o divertimento, aliado à técnica, ao produto. Passar uma mensagem de fine dining por idioma de fast food, um choque de sensações", explica o chef.

Renata Vanzetto nem fã de sanduíche de peixe é, mas acabou cedendo a pedidos de clientes. "Fora que foi muito bom para a logística da cozinha. Usamos os peixes frescos, que chegam no dia, nos tiraditos, tartares e ceviches e, no dia seguinte, empanamos e fritamos para o MegFish. Qualquer semelhança com o nome não é mera coincidência, o sanduíche de peixe crocante do MeGusta é mesmo inspirado no extinto McFish, que saiu do cardápio do McDonald's em 2019. Molho tártaro com leve toque de wasabi (o toque da chef), picles e pão de brioche complementam a pedida.

KFC

Fãs de frango frito diriam, sem pestanejar, que essa sigla remete à famosa rede de fast food Kentucky Fried Chicken - mas quem já provou o Karaage Fat Cow (reparou nas iniciais?) talvez já tenha mudado a referência. A receita da porção de frango frito, crocante e muito suculento, Fábio Moon mantém em segredo. O que se sabe é que os pedaços de coxa e sobrecoxa marinados são preparados a partir de uma técnica oriental, ou seja, eles são empanados em massa líquida e fritos somente na hora do pedido. A porção, servida com maionese de togarashi ou molho coreano, tem apenas seis unidades, mas daria para comer baldes e baldes.

Já no ZDeli, a sigla que batiza a porção de frango frito mudou um pouquinho: virou ZFC, puxando sardinha para o nome da casa. Lá, os pedaços de sobrecoxa empanados e fritos por imersão são servidos com molho sour cream e picles, com molhinho picante à parte.

Amor declarado

Pão, carne e queijo, com picles, cebola picadinha, ketchup e mostarda (embrulhadinhos em papel). A descrição é da opção Original do cardápio do Patties, mas poderia ser também do clássico Cheeseburger do McDonald's, tal e qual. É que a hamburgueria tocada por Henrique Azeredo, Greigor Caisley e Jean Ponce, que tem lojas e dark kitchens espalhadas por São Paulo, inspira-se na essência e na padronização de grandes redes de fast food (no Méqui em especial), "com o compromisso de oferecer um produto sempre fresco, com ingredientes de qualidade, sem nunca se industrializar". Além dos hambúrgueres, as skinny fries, batatas fritas compridas e fininhas, também lembram as de Ronald McDonald, assim como o saco de papel que acomoda as pedidas para viagem.

Estadão
Publicidade
Publicidade