PUBLICIDADE

Intoxicação alimentar: veja como manusear os alimentos de forma segura

Higienização correta dos alimentos é primordial para evitar a intoxicação alimentar e garantir a saúde e o bem-estar

13 jun 2024 - 14h45
(atualizado às 18h12)
Compartilhar
Exibir comentários
Higienizar e armazenar os alimentos corretamente é fundamental para prevenir a intoxicação alimentar
Higienizar e armazenar os alimentos corretamente é fundamental para prevenir a intoxicação alimentar
Foto: Shutterstock / Alto Astral

A higienização correta dos alimentos é fundamental para reduzir o risco de transmissão de doenças e garantir a segurança alimentar. De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), a cada ano, cerca de 600 mil pessoas morrem de intoxicação alimentar e 420 mil adoecem após ingerirem alimentos impróprios para consumo.

A falta de higiene ou conservação incorreta dos alimentos pode provocar doenças como salmonelose, hepatite viral tipo A e toxoplasmose, além de intoxicações alimentares decorrentes de alimentos com substâncias tóxicas, incluindo as toxinas produzidas por microrganismos, como bactérias e fungos. 

Para ajudar a prevenir o desenvolvimento desses problemas, a nutricionista da Água Doce Sabores do Brasil, Tamiris Pitana, trouxe dicas sobre a forma correta de manusear diversos tipos de alimentos com segurança, para oferecer uma alimentação saudável e sem riscos de contaminação. Veja abaixo:

Higienização de hortifruti

Selecione as folhas boas e lave uma a uma em água corrente. Lave também os legumes e frutas - somente os que forem consumidos ou utilizados para enfeites, porém ambos devem ser higienizados antes de qualquer corte, ou seja, com casca e/ou folha. 

Prepare uma solução clorada, utilizando a medida de 1 colher de água sanitária para cada litro de água. É importante verificar no rótulo do produto se é indicado para usar em alimentos. Em seguida, coloque as folhas, legumes ou frutas até ficarem imersos na água e aguarde por 15 minutos. 

Feito isso, enxague o alimento em água corrente para retirar todo o resíduo do produto, coloque em vasilhas higienizadas, cubra com plástico filme e mantenha refrigerado até o consumo.

Descongelar alimentos 

Neste processo, o produto começa a degelar primeiro na superfície, sendo uma abertura para proliferação de microrganismos, enquanto o interior se mantém congelado. Todo o descongelamento deve ser realizado em temperatura controlada. 

Seja em refrigerador de até 5°C ou em temperaturas maiores proporcionando um descongelamento acelerado para consumos imediatos, para não correr o risco de contaminação. O descongelamento também pode ser feito em forno micro-ondas. 

Após descongelar qualquer tipo de carne, não devemos lavá-la antes do preparo. Ao utilizar a água para lavar o insumo em questão, além de não ser eficiente na remoção de bactérias, isso ajuda na proliferação de bactérias causadoras de doenças.

Cocção dos alimentos

A cocção ou preparo dos alimentos é um fator importante para prevenir a contaminação. O procedimento elimina bactérias por meio de elevação de temperatura, que deve atingir 74ºC no centro do alimento, para matar os micróbios. 

Por este motivo, certifique-se que sua receita ou prato esteja aquecido por completo e não apenas na parte exterior. Também se lembre que algumas toxinas produzidas pelas bactérias podem voltar a se proliferar caso o alimento seja exposto à temperatura ambiente por muito tempo.

Armazenamento dos produtos

Utilize o sistema PVPS, que nada mais é que o primeiro a vencer deve ser o primeiro a ser consumido, ou seja, posicione os produtos com data de fabricação mais antigas na frente para facilitar a visualização. Os alimentos não devem ser armazenados junto com itens de limpeza, químicos ou de higiene. 

Além disso, os produtos devem estar afastados pelo menos 10 cm da parede e 60 cm do teto e não podem ter contato direto com o chão. Todos os procedimentos permitem a circulação de ar entre os alimentos. 

Outro ponto de atenção é manter afastado produtos industrializados, como conservas e enlatados, de grãos e cereais para evitar infestação de insetos. Para manter a despensa organizada, todas as mercadorias devem ser retiradas de embalagens secundárias como, por exemplo, caixas de papelão ou sacos de papel.

Alto Astral
Compartilhar
Publicidade
Seu Terra












Publicidade