PUBLICIDADE

Açaí faz mal pro fígado? Mitos e verdades sobre o alimento

Descubra se o açaí engorda, faz mal para o fígado, ajuda a se manter saudável e se faz mal para diabéticos

27 jul 2022 - 05h00
(atualizado às 06h44)
Ver comentários
Publicidade

O açaí é uma das frutas mais famosas e amadas pelos brasileiros e pode ser consumida de diversas maneiras, uma das mais famosas é na textura de sorvete, mas também há o suco da fruta e pode ser usada como acompanhamento de refeições. O céu é o limite quando o assunto é açaí.

A verdade é que essa fruta é uma ótima fonte energética e tem um sabor inigualável, mas ao mesmo tempo, é rodeada de polêmicas. Tem gente que acha que faz muito bem para saúde e tem quem ache que faz muito mal. Mas, quem está certo? 

Para responder às principais dúvidas sobre essa frutinha roxa, o Degusta conversou com duas nutricionistas, Gabriela Xisto e Ingrid Krichinak, para ajudar a entender melhor todos os benefícios e malefícios do açaí. 

Foto: Vitor Lando / iStock

Açaí faz mal para o fígado? 

Gabriela Xisto: Não, na verdade o açaí é um fruto rico em nutrientes muito bons! Estudos têm demonstrado que o uso dele, juntamente com uma dieta equilibrada e saudável, pode ser muito interessante para prevenir o desenvolvimento ou avanço de doenças hepáticas. Ele é rico em antocianinas, que possuem propriedades antioxidantes, auxiliando no combate do estresse oxidativo do nosso organismo, e isso é muito importante para manter uma boa saúde e na prevenção de doenças crônicas. Além disso, ele possui boa concentração de ácidos graxos monoinsaturados e poli-insaturados, que vão ajudar a regular o metabolismo lipídico (metabolismo de gordura), auxiliando no controle de colesterol, por exemplo.

Mas é muito importante entender que estamos falando do fruto do açaí, diferente do que geralmente encontramos por aí. O açaí naturalmente não tem sabor doce e para uma melhor aceitação do público, adicionam alguns aditivos como emulsificantes, açúcar, xaropes para ficar com um sabor e textura parecidas com sorvetes. E aqui é necessária muita atenção: geralmente esses xaropes contém grandes quantidades de frutose (de uma forma não natural) e essas frutose pode ser prejudicial ao fígado, podendo levar a doenças, como a Esteatose Hepática Não Alcóolica (gordura no fígado).

O açaí engorda?

Gabriela Xisto: 100g de açaí puro (sem nenhum aditivo) tem em torno de 60 kcal, em contrapartida o produto industrializado já fica próximo de 100 kcal. Ele é, sim, um alimento energético, mas é possível encaixá-lo em uma alimentação saudável sem provocar o ganho de peso. Porém é muito comum o seu consumo com a adição de outros produtos, como por exemplo leite condensado, mel, cremes de avelãs ou outros alimentos com alta densidade calórica e dessa forma já pode ser mais propício ao ganho de peso se consumido de forma frequente. 

É importante salientar que nenhum alimento isolado tem o poder de engordar ou emagrecer, já que para isso envolve outros fatores e a alimentação como um todo. 

Foto: Anna Carolina Negri / iStock

Quais os benefícios do açaí para a saúde?

Ingrid Krichinak: O açaí é um alimento rico em vitaminas B, vitamina C, ferro, fósforo,cálcio, potássio, carboidratos e fibras. Além disso, por ser rico em antioxidantes, garante ação anti-inflamatória e combate ao envelhecimento celular. 

Pensando no exercício físico, o açaí pode ser utilizado em estratégias tanto de pré-treino quanto pós-treino. De pré-treino ele será utilizado para fornecer a fonte principal de energia do exercício (glicose), ajudando no desempenho físico. Como pós-treino, ele irá recompor a energia gasta durante o treino e os antioxidantes auxiliarão na diminuição do estresse muscular e regeneração dos músculos.

Por ser um alimento mais calórico, há a fama de que o açaí engorda. Mas lembre-se, nenhum alimento engorda de forma isolada, sendo necessário levar em conta todo o seu contexto alimentar.

Para ajustar o açaí na sua rotina conforme as suas necessidades e objetivo, consulte um nutricionista.

Açaí faz mal para quem tem diabetes?

Ingrid Krichinak: Por ser um alimento calórico e rico em carboidratos, muitos consideram que quem tem diabetes não pode consumir açaí. Mas, é possível, sim, ser consumido e ser ajustado na rotina deste paciente. Tudo irá depender do momento em que é consumido, a quantidade e o impacto que este alimento tem na sua glicemia (estas respostas podem ser individuais). 

O indicado é consumir após uma refeição, pois assim a absorção será mais lenta e o impacto na glicemia também. Outro ponto que é necessário ser levado em conta é o acompanhamento deste açaí, sendo importante evitar as polpas com xarope de guaraná e adicionar acompanhamentos ricos em açúcar, como leite condensado e granola açucaradas. Algumas opções de substituições: dar preferências para polpas de açaí que não possuem adição de xaropes e utilizar como acompanhamento as frutas (banana, morango, maçã), oleaginosas e proteína em pó.

Mas claro, é sempre importante consultar um nutricionista para te orientar e adaptar conforme sua individualidade. 

Redação Degusta
Publicidade
Publicidade