PUBLICIDADE

Chef francês lista 5 delícias imperdíveis do Ceará; veja

1 mar 2013 19h42
| atualizado às 19h53
ver comentários
Publicidade

A culinária cearense é forte em frutos do mar, mas frutas regionais, doces típicos e outras delícias também têm vez nos cardápios dos restaurantes, feiras gastronômicas, festas locais e barracas de rua.

O chef Bernard Twardy, que comanda toda a área de alimentos do complexo do Beach Park, no município de Aquiráz, no estado, é um fã do caranguejo – um dos ícones locais – mas não hesitou em separar outras dicas a pedido do Terra. Confira.

1. Caipirinha com frutas locais
“Para nossos amigos que gostam de beber alguma coisa, acho que vindo para o Ceará tem que, sem falta, tomar uma caipirinha ou caipirosca com frutas da região, cajá, siriguela, e com todas as frutas que temos aqui em profusão, com as mangas maravilhosas que temos aqui. Alguma caipirinha com fruta local para começar os trabalhos”, indica o chef.

2. Caranguejo
"O xodó do cearense é disparadamente o caranguejo", afirma Bernard. Geralmente preparado com leite de coco, pimentões e muitos temperos, o prato já virou objeto de desejo da maioria dos turistas que vêm de fora. O prato também é admirado por quem mora na região e tem o fruto ao alcance das mãos. “No fim de semana, as pessoas viajam 23 km da cidade para comer este caranguejo”, conta, referindo-se ao prato preparado no Beach Park. “Pode ser comido em casquinha, ou a patinha”, recomenda.

<p>Geralmente preparado com leite de coco, o caranguejo cearense é um dos queridinhos da culinária local </p>
Geralmente preparado com leite de coco, o caranguejo cearense é um dos queridinhos da culinária local
Foto: Danielle Barg / Terra

3. Camarão criado em cativeiro
“Isso deixa alguns chefs horrorizados, mas acho uma grande frescura”, brinca. Ele explica que as técnicas atuais permitem que o camarão seja criado com uma densidade menor, em águas salinas, garantindo uma excelente qualidade. “O camarão tem que estar no cardápio”, afirma.

4. Lagosta
“Para os mais abastados uma lagosta, simplesmente grelhada, só na brasa. Eu recomendo”.

5. Doces e regionalidades
A tapioca é um item que não pode faltar na visita ao Ceará, segundo Bernard. “São bem fininhas, muito gostosas”. Além disso, ele cita os doces regionais como os produzidos na cidade Viçosa e e os biscoitos de Sobral, que “deveriam se tornar o petit four, o biscuit do Ceará”. “Estamos trabalhando para que ele se torne o doce oficial do Ceará”, avisa. 

Fonte: Terra
Publicidade
Publicidade