3 eventos ao vivo

Motoboy vítima de racismo ganha moto e mais de R$ 100 mil

Entregador foi vítima de racismo em um condomínio em Valinhos, no interior de São Paulo, nesta sexta-feira, 7

8 ago 2020
14h20
atualizado às 14h26
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

Matheus Pires foi vítima de racismo ao fazer uma entrega em um condomínio em Valinhos, no interior de São Paulo, nesta sexta-feira, 7, e assim se tornou personagem de uma notícia triste. No entanto, o humorista Matheus Ceará e o grupo Razões para Acreditar estão agindo para que o entregador também seja o foco de notícias boas.

Douglas Nascimento, o motoboy Matheus Pires e o humorista Matheus Ceará
Douglas Nascimento, o motoboy Matheus Pires e o humorista Matheus Ceará
Foto: Reprodução Instagram/ @matheuspiresdd / Estadão Conteúdo

O comediante do SBT presenteou seu chará com uma moto nesta sexta mesmo por ter se sensibilizado com o fato. "Nós é ligeiro ou não é?", comentou ao relatar nos stories do Instagram que já tinha encontrado o motoboy. "Não é uma moto igual a que o Luciano Huck vai dar", brincou Douglas Nascimento. "Eu estou dando a moto para o moleque trabalhar e o Luciano Huck tem que dar a moto para ele de passeio", provocou Matheus Ceará.

Matheus Pires, agradeceu pela atitude dos artistas, às mensagens de apoio que recebeu, aos motoboys de Valinhos e aos seus novos seguidores na rede social. "Realmente, saber que as pessoas dão valor aos motoboys foi muito bom."

A vaquinha para arrecadar R$ 150 mil para Matheus Pires foi criada pelo grupo Razões para acreditar e, até a publicação desta reportagem, já alcançou R$ 115.468,00 com contribuições de 2.298 apoiadores.

Veja também:

Venezuela: os trabalhadores da saúde com salários de US$ 4 por mês e sem equipamentos de proteção
Estadão
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade