1 evento ao vivo

Como limpar o smartphone para se proteger do coronavírus

Entenda como os aparelhos podem ajudar a transmitir o vírus e aprenda a higienizar sua superfície sem danificá-lo

15 jun 2020
14h36
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator
Celular e coronavírus
Celular e coronavírus
Foto: Reprodução / Alto Astral

Você sabe qual é a relação do celular e coronavírus? São inúmeros os estudos que apontam para a alta capacidade que os dispositivos possuem em acumular bactérias, fungos e vírus. Portanto, aprender quais são as principais recomendações para higienizar o seu aparelho é essencial para se prevenir contra a doença e também não danificar seu sistema operacional.

Celular e coronavírus: quais cuidados tomar?

É preciso ter muita atenção ao manusear smartphones neste momento de pandemia, afinal, é comum que, depois de tocarmos superfícies possivelmente infectadas pelo vírus, como corrimãos e maçanetas, voltemos a mexer no aparelho.

Em entrevista à Veja, o infectologista Leonardo Weissmann, do Instituto Emílio Ribas, explica que utilizar álcool em gel comum pode ser prejudicial ao aparelho e que o tipo correto para realizar a limpeza é o álcool isopropílico 70%. Isto porque sua composição tem pouca água, o que impede a oxidação das peças, diferentemente daquele que usamos para higienizar as mãos.

Além do álcool comum, outros produtos químicos, como cloro, água sanitária ou álcool líquido com alta concentração, podem danificar a tela do smartphone que, segundo Weissmann, deve ser limpos pelo menos uma ou duas vezes ao dia.

Como fazer a higienização correta?

Recentemente, Apple e Samsung divulgaram as principais recomendações de como realizar o procedimento de limpeza sem causar danos às suas funcionalidades e superfície. Veja as dicas das empresa:

  • O primeiro passo é desligar o aparelho;
  • Retire a capa e desconecte cabos e acessórios;
  • Use álcool isopropílico com concentração 70% (caso encontre-o somente com uma concentração maior, de 98%, será preciso diluir). Tenha muita atenção para não deixá-lo próximo ao fogo;
  • Segundo a Samsung, o álcool etílico nessa mesma concentração também pode ser usado;
  • Não jogue o produto direto sobre o aparelho ou mergulhe-o no álcool;
  • Aplique o álcool em um pano apropriado (macios e que não soltem fiapos);
  • Evite toalhas, lenços abrasivos, papel-toalha e itens parecidos;
  • Higienize a capinha. Caso sejam feitas de plástico, silicone, ou algum materiais semelhantes, use água e sabão e espere secar. Outros materiais exigem produtos específicos;
  • Não limpe o dispositivo enquanto ele estiver conectado à energia elétrica.

Veja também:

Venezuela: os trabalhadores da saúde com salários de US$ 4 por mês e sem equipamentos de proteção
Alto Astral
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade