PUBLICIDADE

5 dicas de iluminação para closets e armários

Usada da maneira correta, ela facilita a visualização e organização das roupas e acessórios

22 fev 2024 - 19h01
Compartilhar
Exibir comentários

A iluminação desempenha um papel fundamental na funcionalidade e estética de armários e closets, muitas vezes sendo um elemento subestimado no design de interiores. Quando usada da maneira correta, não apenas facilita a visualização e organização das roupas e acessórios, mas também realça a atmosfera do ambiente. Por isso, a Yamamura lista algumas dicas para ajudar na hora de criar e iluminar o "cantinho fashion". Confira!

A iluminação adequada transforma esses espaços em ambientes funcionais
A iluminação adequada transforma esses espaços em ambientes funcionais
Foto: Emerson Rodrigues | Projeto do escritório Fan Interior Design / Portal EdiCase

1. Iluminação de áreas internas de closets e armários

A melhor iluminação para closets é aquela que apresenta um efeito difuso. Diferentemente da luz pontual, ilumina de forma uniforme e difunde a luz de forma mais generalizada por todo o espaço. Para quem está na fase de planejar a marcenaria, o indicado é sempre deixar uma um espaço extra nesses móveis para a instalação de fitas ou perfis de led - sejam eles de embutir ou sobrepor. 

2. Embutir ou sobrepor?

Caso escolha embutir, é imprescindível atentar-se à altura que esse artigo de iluminação possui, pois não pode ultrapassar a espessura da madeira. Por conta dessa particularidade, os modelos mais práticos para a utilização em closets ou armários são as luminárias de sobrepor. Inclusive, alguns deles possuem um sensor de presença que detecta a abertura das portas e liga a luz automaticamente. 

O ideal é que a iluminação do armário e do quarto sejam semelhantes
O ideal é que a iluminação do armário e do quarto sejam semelhantes
Foto: Emerson Rodrigues | Projeto do escritório Fan Interior Design / Portal EdiCase

3. Temperatura de cor

Quanto à temperatura de cor, o ideal é não destoar daquela utilizada no quarto. Por essa razão, recomenda-se a temperatura de cor branco quente (2700K a 3000K), que é a mais indicada para promover a sensação de bem-estar. A temperatura de cor não dita, necessariamente, se a iluminação será mais forte ou abrangente, mas pode influenciar nas sensações vividas nos espaços e na valorização de tons determinados.

4. IRC (Índice de Reprodução de Cor)

Também é importante frisar que armários e closets necessitam de um alto IRC (Índice de Reprodução de Cor) para que os tons das roupas, acessórios e calçados sejam reproduzidos da forma mais fiel possível. Quanto mais próximo de 100, mais fiel a cor será representada. No entanto, os produtos com IRC acima de 80 já possuem uma ótima qualidade.

5. Iluminação de áreas externas de armários

No caso dos armários instalados nos quartos, o ideal é ter uma iluminação central no teto, que propague a luminosidade para todo o espaço, contribuindo na hora de abrir e fechar os móveis. No caso de closets isolados ou distantes do quarto, os spots podem levar claridade para as áreas de circulação, evitando acidentes. Vale ressaltar que essas peças citadas, não são aquelas que vão iluminar o interior dos móveis.

Por Guilherme Santos

Portal EdiCase
Compartilhar
Publicidade
Publicidade