0

Região dos olhos requer mais cuidado com cremes e maquiagens

5 mai 2014
13h00
  • separator
  • comentários

Dizem que os olhos são espelhos da alma, pois revelam muito de nossa personalidade. Quando o assunto é maquiagem, são eles que ganham destaque. Também são os olhos que revelam, em primeira mão, quando e o quanto estamos envelhecendo. Porque estão em evidência a todo o momento, eles merecem cuidados especiais, mais ainda se levarmos em conta que esta região é uma das mais sensíveis de nossa pele.

Por causa da textura fina e da sensibilidade da área dos olhos, diversos tipos de cosméticos podem causar problemas sérios de alergia
Por causa da textura fina e da sensibilidade da área dos olhos, diversos tipos de cosméticos podem causar problemas sérios de alergia
Foto: Thinkstock

Pouca gente se dá conta, mas a pele da pálpebra é muito mais fina do que o restante do nosso rosto. É por isso que os sinais do tempo se revelam primeiro por lá. E é por isso também, que ela sofre mais agressões químicas causadas pelo uso de cremes e maquiagens. “Por causa da textura fina e da sensibilidade da região, cosméticos em geral podem causar problemas sérios de alergia nas pálpebras e ao redor dos olhos”, explica Alessandra Drummond, dermatologista membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD).

Produtos de longa duração levam mais componentes químicos e podem causar mais irritação no local. Portanto, a primeira dica para evitar problemas é ter cuidado com o uso prolongado de maquiagens que prometem ficar intactas na pele por mais tempo.

E não há regra, qualquer componente das fórmulas pode ser o causador da reação negativa. Contudo, os que frequentemente costumam provocar mais problemas dermatológicos são: os parabenos, o formaldeído, os toluenos, a parafenilenodiamina, o triclosano e os ftalatos.  O ideal é procurar formulações livre de tais componentes, especialmente para o uso diário.

A procedência das maquiagens e dos cremes é outro ponto importante, principalmente para quem já tem algum tipo de alergia. Segundo a médica, cremes e maquiagens não regulamentados ou de baixa qualidade estão muito mais sujeitos a causar problemas tanto na pele da pálpebra quanto dos olhos por conter metais pesados. “Infelizmente, não há como garantir se as formulações irão ou não conter tais metais - contaminantes da natureza -, entretanto, empresas maiores possuem métodos e equipamentos específicos e laboratórios adequados para detectar essa presença, tornando o produto o mais ‘puro’ possível”, completa.

Tratamento
Em geral, reações alérgicas ou irritativas na pele são facilmente resolvidas com a suspensão do uso do produto. “Para casos mais leves, compressas de água fria ou camomila resolvem o problema da coceira e irritação. Em casos de alergias severas, o médico pode recomendar o uso de cremes corticoide de baixa potência ou até mesmo emitir um diagnóstico em conjunto com oftalmologista, caso a irritação afete a visão”, diz.

Prevenção
É importante conhecer seu tipo de pele, antes de fazer uso de qualquer cosmético, especialmente daqueles indicados para combater o envelhecimento. “Não existe um cosmético ideal. Há que se considerar a existência de boas marcas, mas também, a individualidade de cada paciente. Mesmo um produto de excelente qualidade, com poucas impurezas, pode ser responsável por desencadear uma reação”, alerta a médica. Assim, uma boa dica para evitar alergias na região dos olhos é aplicá-lo em outra área, como atrás da orelha, durante alguns dias e observar como a pele reage. “Certamente, se ocorrer uma reação ali, ocorrerá também na área dos olhos”, ensina a dermatologista. 

Fonte: Agência Hélice
  • separator
  • comentários
publicidade