PUBLICIDADE

Primeiro circuito de afroturismo conectado à natureza é lançado no Pantanal do MS

Roteiro acontecerá durante as festividades do Banho de São João, em junho, no município de Corumbá

22 abr 2024 - 14h47
Compartilhar
Exibir comentários
Resumo
Foi lançado o primeiro circuito de afroturismo em Corumbá, no Pantanal do MS, durante a WTM Latin America. O roteiro tem cerca de 4 horas, incluindo visitas às pedreiras de Xangô, ao Memorial do Homem Pantaneiro e a casas religiosas.
Primeiro roteiro afroturístico revela a essência do Pantanal:

O primeiro circuito de afroturismo no município de Corumbá, capital do Pantanal do Mato Grosso do Sul, foi lançado durante a feira de viagens e turismo WTM Latin America 2024, ocorrida entre os dias 15 a 17 de abril no Expo Center Norte, em São Paulo. Confira no vídeo acima.

Realizado às margens do Rio Paraguai, responsável pela inundação da planície pantaneira e pela abundância de vida que existe no bioma, o roteiro Kaô, Corumbá de Xangô tem duração de cerca de 4 horas e acontece durante o Banho de São João na festa junina de Corumbá. O evento, que remonta às origens da cidade e foi incorporado ao Patrimônio Imaterial do Brasil, mistura elementos da cultura católica e afro-brasileira.

Por meio do circuito, os turistas têm a oportunidade de conhecer o sincretismo religioso em terras pantaneiras, as pedreiras de Xangô na ladeira palco da Guerra do Paraguai, bem como a visita ao Memorial do Homem Pantaneiro. 

Além disso, os visitantes podem vivenciar as casas religiosas de matrizes afro-brasileiras e acompanhar a tradicional descida dos andores durante as festividades entre outras atividades. A idealizadora do projeto é Thayná Cambará, diretora da startup de inovação social Bela Oyá Pantanal.

Planeta
Compartilhar
Publicidade
Publicidade