PUBLICIDADE

Mais de 5 mil pessoas morreram de calor na França em 2023, diz agência de saúde

Verão daquele ano foi o quarto mais quente no país desde 1900

8 fev 2024 - 16h09
(atualizado às 16h27)
Compartilhar
Exibir comentários
Resumo
Mais de 5 mil pessoas morreram devido ao calor durante o verão de 2023 na França, segundo informações da Agência Francesa de Saúde Pública. Idosos com mais de 75 anos foram os mais afetados, com 3.700 mortes.
Mais de 5 mil pessoas morreram de calor na França em 2023
Mais de 5 mil pessoas morreram de calor na França em 2023
Foto: Reprodução/Getty Images

Mais de 5 mil pessoas morreram devido ao calor durante o verão de 2023, de acordo com a Agência Francesa de Saúde Pública (l’agence Santé publique France (SPF). A informação foi divulgada nesta quinta-feira, 8 de fevereiro. 

“Três mortes em cada cem observadas durante o verão são atribuíveis ao calor, o que representa pouco mais de 5 mil mortes”, resumiu Guillaume Boulanger, investigador do SPF, durante uma coletiva. 

Segundo o Le Monde, um dos principais jornais da França, ao todo, foram 5.167 mortes. As mais afetadas pelas ondas de calor de 2023 foram os idosos com mais de 75 anos, com 3.700 mortes. A estimativa é relacionada a todo o verão daquele ano e não apenas aos quatro episódios de ondas de calor. Só nestes períodos, cerca de 1,5 mil mortes foram associadas ao aumento das temperaturas. 

Ainda de acordo com o jornal francês, os especialistas consideram o verão de 2023 o quarto mais quente, desde 1900, da França. Porém, outros já tiveram um número maior de mortes: em 2022, o calorão rendeu quase 7 mil mortos. 

“Estamos em um contexto de alterações climáticas, onde essas exposições ao calor tendem a aumentar com o tempo", destacou Sébastien Denys, responsável pelas questões ambientais na SPF. 

Fonte: Redação Terra
Compartilhar
Publicidade
Publicidade