PUBLICIDADE

Lula diz que não será possível repetir 'luxo e riqueza' de Dubai na COP-30 no Pará: 'Cara do Brasil'

Em 2025, Belém vai sediar a Conferência das Nações Unidas sobre Mudança Climática

3 dez 2023 - 06h59
(atualizado às 07h42)
Compartilhar
Exibir comentários
Foto: Reprodução/REUTERS/Thaier Al Sudani

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirmou que não será possível repetir o luxo e a riqueza da Conferência das Nações Unidas sobre Mudança Climática (COP-28) de Dubai. Belém, capital do Pará, vai sediar a COP-30 em 2025. "Alertei as pessoas para que ninguém fique imaginado que vai ser possível repetir uma COP como essa, com esse luxo, essa riqueza", disse o presidente em entrevista coletiva neste domingo, 3, antes de embarcar para Berlim, na Alemanha.

"Não é possível fazer isso em outro País, a não ser que seja outro país árabe ou quem sabe no Principado de Mônaco", disse Lula, que encerou no sábado a sua participação na COP-28, que começou na última quinta-feira, 30, e vai até 12 de dezembro.

Lula afirmou que o Brasil vai fazer uma COP "com a cara do Brasil". "Vamos fazer num Estado amazônico que vai ser a grande novidade", disse. "Se tem aqui o palácio para fazer uma reunião, a gente pode fazer embaixo da copa de uma árvore e discutir assuntos numa canoa num igarapé. Essa vai ser a nossa COP, no Brasil, em 2025?, afirmou.

O presidente anunciou em maio a escolha de Belém pela ONU como sede da COP. Na ocasião, disse: "Eu já participei de COP no Egito, em Paris, em Copenhague. E o pessoal só fala da Amazônia. E eu dizia assim: 'por que, então, não fazer a COP em um Estado da Amazônia para vocês conhecerem o que é a Amazônia? Verem o que são os rios da Amazônia, as florestas da Amazônia, a fauna da Amazônia'".

Como mostrou reportagem do Estadão, o Pará vira palco de debates sobre o futuro climático do planeta, mas também precisa resolver seus próprios gargalos ambientais, como desmatamento, garimpo ilegal e deficiências de saneamento básico, com canais com despejo de esgoto visíveis.

*A repórter Paula Ferreira viajou a convite do Instituto Clima e Sociedade

Estadão
Compartilhar
Publicidade
Publicidade