PUBLICIDADE

Atriz chora ao relatar rotina em meio a tragédia no RS: "Sem luz, sem água e sem comunicação"

Carol Bresolin pediu ajuda para as pessoas que estão em maior vulnerabilidade e tiveram suas casas destruídas

6 mai 2024 - 11h26
(atualizado às 23h43)
Compartilhar
Exibir comentários
Atriz gaúcha se emociona ao falar sobre situação no RS: 'Sem comunicação, água e luz':

A atriz Carol Bresolin, natural do Rio Grande do Sul, usou as redes sociais para compartilhar com seus seguidores a situação em que se encontra devido às fortes chuvas que atingem a região. Em um vídeo publicado no Instagram, ela chorou ao narrar o que as pessoas estão vivendo e relatou ter ficado sem água, luz e rede de comunicação. 

"Hoje é quinta-feira, nove horas da noite. A gente tá sem luz, tá sem água, tá sem rede. E tu vê o quanto nada disso importa. Nada do que a gente valoriza importa. O único meio de comunicação que a gente tá tendo é um radinho, uma pilha", disse ela na postagem feita neste domingo, 5, dias após gravar o vídeo.

Carol ainda relatou que passou o dia escutando o rádio, testemunhando os pedidos de socorro de pessoas ilhadas em telhados, com suas casas destruídas pelas águas.

"E eu passei o dia inteiro escutando esse radinho. Cara, a quantidade de gente pedindo pela sua vida em cima de telhado, com a casa destruída, mas só pedindo socorro, pedindo pela sua vida. É inacreditável", lamentou.

Atriz Carol Bresolin usou as redes sociais para compartilhar a situação em que se encontra devido às fortes chuvas que atingem a região
Atriz Carol Bresolin usou as redes sociais para compartilhar a situação em que se encontra devido às fortes chuvas que atingem a região
Foto: Reprodução/Instagram

Na data em que gravou o vídeo, a atriz ainda destacou que não sabia quando conseguiria postá-lo, já que estava sem comunicação.

"A gente tá sem comunicação, não consegue falar com ninguém, nem receber notícia de ninguém. Isso é muito agoniante. Mas eu sei que quando eu postar, a única coisa que eu quero e posso pedir é ajuda", destacou ela, que só conseguiu fazer a publicação três dias depois. 

Chuvas no Rio Grande do Sul

O Governo do Rio Grande do Sul atualizou os números em relação à tragédia que afeta o Estado em meio  aos temporais e à enchente do rio Guaíba. Às 9h desta segunda-feira, 6, foram confirmadas 83 mortes – 4 sob investigação – e 111 desaparecidos.

No total, já são 850.422 afetados pela tragédia. Além disso, foram contabilizados 345 municípios castigados, 19.368 pessoas em abrigos, 121.957 desalojados e 276 feridos.

A Defesa Civil do RS atua no resgate de pessoas ilhadas e feridas, junto de outras autoridades do Estado. A força-integrada de resgate às vítimas das enchentes recebeu reforços neste domingo, 5. Segundo o Estado, foi duplicada a quantidade de embarcações utilizadas pelo Corpo de Bombeiros Militar, chegando a 257 veículos. A frota das forças de segurança também recebeu mais 526 viaturas. Por fim, o efetivo na linha de frente foi ampliado, contando com 4.991 militares e civis.

Imagens aéreas mostram enorme devastação em cidade no Rio Grande do Sul:

Em relação a abastecimento de recursos, a CEEE Equatorial afirma ter 175.252 pontos sem energia elétrica (9,5% do total de clientes); já RGE Sul, lista 260 mil pontos sem energia elétrica (8,4% do total de clientes); a Corsan, por sua vez, identificou 884.802 clientes sem abastecimento de água (28% do total).

Os serviços de telefonia também tem sido um empecilho. A Tim teve seu sinal prejudicado em 32 municípios; a Vivo está sem sinal em 40 municípios; a Claro está sem serviço e sem internet em 24 cidades.

Em quesito de mobilidade, conforme atualização das 9h desta segunda-feira, são 102 trechos em 58 rodovias com bloqueios totais e parciais, entre estradas e pontes

Fonte: Redação Terra
Compartilhar
TAGS
Publicidade
Publicidade