PUBLICIDADE

Saiba as diferenças entre os 3 tipos de carros híbridos

Toyota Corolla Cross, Land Rover Velar e Volvo XC60 são os líderes das três categorias de carros híbridos, que são bem diferentes

12 out 2021 06h15
ver comentários
Publicidade
Toyota Corolla Hybrid
Toyota Corolla Hybrid
Foto: Divulgação

O mercado de carros híbridos no Brasil dobra a cada ano. Por isso, cada vez mais, os consumidores procuram entender as diferenças entre os três sistemas que existem no mercado brasileiro. Nesta reportagem, mostramos o significado das siglas, como funcionam os sistemas e seus líderes.

Siglas
Há três tipos de carros híbridos à venda no Brasil:
HEV (Hybrid Electric Vehicle) - Veículo Elétrico Híbrido
MHEV (Mild Hybrid Electric Vehicle) - Veículo Elétrico Meio Híbrido
PHEV (Plug-In Hybrid Electric Vehicle) - Veículo Elétrico Híbrido Plug-In

HEV - Híbrido
Este é o chamado híbrido comum, que não pode ser carregado na tomada e tem bateria de baixa capacidade. É o próprio sistema que decide quando o motor a combustão e o motor elétrico (ou motores elétricos) entram em funcionamento. Somente em velocidades muito baixas, como manobras de estacionamento, o sistema fica no modo 100% elétrico. Em utilização normal, os motores atuam juntos para economizar combustível. Em situações que exigem potência, normalmente só funciona o motor a combustão.

Novo Toyota Corolla mexe com a consciência do motorista:

A Toyota domina totalmente esta categoria. Este ano já foram vendidos 14.104 carros híbridos no Brasil (janeiro a setembro). O Corolla Cross está em 1º lugar com 7.357 vendas, pois já há alguns meses ultrapassou o Corolla, que está em 2º com 5.669. Nesta categoria o IPI é alto, mas agora cai de 18% para 14,5%. O imposto de importação pode chegar a 35%, mas a maioria dos carros paga entre 2% e 5%. 

MHEV - Híbrido Leve
No Brasil, este sistema é chamado de Híbrido Leve e não de Meio Híbrido. Algumas montadoras nem consideram que este carro seja realmente híbrido, pois o sistema elétrico existe apenas para ajudar o motor a combustão em algumas situações, para economizar combustível. Ao contrário dos outros sistemas, no híbrido leve não existe tração com o motor elétrico.

Todos os carros deste tipo são importados com taxa zero. Os carros mais vendidos desta  categoria são os seguintes: Land Rover Velar (268 unidades), Audi Q8 (150), Mercedes-Benz C 200 (112), Audi RS6 Avant (90) e Audi RS Q8 (49). Números de janeiro a setembro, segundo a Bright Consulting.

Range Rover Velar
Range Rover Velar
Foto: Land Rover / Divulgação

PHEV - Híbrido Plug-In
Esta é a categoria mais próxima do carro totalmente elétrico, pois a bateria pode ser carregada na tomada. As baterias têm capacidade para os carros rodarem cerca de 50 km no modo 100% elétrico, de forma que é possível usar o carro no dia-a-dia sem gastar combustível, na maioria dos casos.

Os híbridos plug-in são carros mais avançados tecnologicamente, pois precisam contar com um motor elétrico que tracione o carro sozinho, além do motor a combustão. A vantagem dos híbridos plug-in é que o carro pode ser usado no modo elétrico na cidade e no modo a combustão na estrada, eliminando o problema de alcance da maioria dos elétricos.

Volvo XC60 Plug-In Hybrid
Volvo XC60 Plug-In Hybrid
Foto: Sergio Quintanilha / Guia do Carro

Os carros desta categoria têm imposto de importação zero, de forma que são todos importados. As marcas Volvo e BMW dominam o segmento de híbridos plug-in. Segundo a Bright Consulting, os três carros mais vendidos até setembro são da Volvo: XC60 (2.660 unidades), XC40 (2.141) e XC90 (755).

 

Guia do Carro
Publicidade
Publicidade