0

FCA é campeã pela 4ª vez mesmo sem contar vendas da Ram

Mesmo com as vendas da picape Ram contabilizadas no segmento de caminhões, FCA supera GM e Volkswagen em veículos leves

8 jan 2021
16h32
atualizado em 9/1/2021 às 07h00
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator
Ram duplica suas vendas no Brasil, mas ainda aparece com Dodge em caminhões.
Ram duplica suas vendas no Brasil, mas ainda aparece com Dodge em caminhões.
Foto: FCA / Divulgação

Nem todos entenderam ainda a estratégia da FCA (Fiat Chrysler Automobiles), por isso ela vai “comendo pelas beiradas” e dominando cada vez mais o mercado brasileiro. Pela quarta vez em seis anos, a FCA é a campeã nacional de vendas -- não apenas de veículos leves, mas de autoveículos (contando caminhões e ônibus) em 2020. O segredo da FCA é a estratégia multimarcas.

Enquanto a GM (General Motors) vende apenas produtos da Chevrolet no segmento de veículos leves (automóveis de passeio e comerciais leves), a FCA atua com cinco marcas: Chrysler, Dodge, Fiat e Jeep no segmento de veículos leves e Ram no de veículos pesados (caminhões e ônibus). Segundo a Carta da Anfavea, documento oficial de vendas no Brasil, as picapes da Ram estão sendo vendidas como caminhões semileves.

Por isso, segundo a FCA, a empresa detém 22,2% do mercado no Brasil e 16,5% na América Latina, onde também é líder. Ela supera também a VW, que tem a marca Volkswagen em veículos leves e a Man em veículos pesados. Para efeitos de ranking de carros de passeio e comerciais leves, entretanto, a FCA já seria campeã apenas com as suas duas principais marcas: Fiat e Jeep. Veja no quadro abaixo como foram as vendas dessas três montadoras em 2020.

MARCA VENDAS
AUTOS
VENDAS
COM.
LEVES

VENDAS
CAM &
ÔNIBUS

TOTAL
Chrysler 19     19
Dodge 110 3   113
Fiat 165.873 155.957   321.830
Jeep 110.163     110.163
Ram (Dodge)     1.476 1.476
Total FCA 276.165 155.960 1.476 433.601
Man     29.832 29.832
Volkswagen 286.114 41.596   327.710
Total VW 286.114 41.596   357.542
Chevrolet 305.285 33.320   338.605
Total GM 305.285 33.320   338.605

Portanto, apesar de o título de marca mais vendida ter ficado com a Chevrolet (GM) pelo quinto ano seguido, a FCA (Fiat Chrysler Automobiles) é novamente a montadora campeã de vendas no Brasil. A liderança da Jeep no segmento de SUVs e a força da Fiat no segmento de picapes foram os principais trunfos na estratégia da FCA para 2020. Por isso, a empresa comemora o quarto título nacional de vendas desde sua primeira participação no ranking, em 2015.

A FCA encerrou o ano com mais de 502 mil veículos vendidos na América Latina (excluído o México), liderando as vendas do setor com uma participação de mercado de 16,5% e um avanço de 2,9 pontos percentuais sobre a fatia de mercado obtida em 2019. A liderança no mercado brasileiro, com 433,6 mil unidades vendidas e 22,2% de participação de mercado, foi fundamental para o resultado da empresa, que ganhou 2,8 pontos percentuais.

Fiat foi a marca que mais ganhou participação de mercado no Brasil e na Argentina em 2020.
Fiat foi a marca que mais ganhou participação de mercado no Brasil e na Argentina em 2020.
Foto: FCA / Divulgação

A marca Fiat contabilizou no ano 321,7 mil veículos vendidos, com 16,5% de participação de mercado, enquanto a Jeep ultrapassou o patamar de 110 mil veículos emplacados, com 5,7%. Quatro modelos fabricados pela FCA estão entre os 10 veículos mais vendidos no país no ano: Fiat Strada, que ultrapassou a faixa de 80 mil unidades vendidas, Fiat Argo com 66 mil unidades, Jeep Renegade com 57 mil vendas, e Fiat Toro com 54 mil emplacamentos.

A Fiat foi a marca que mais cresceu no mercado brasileiro em 2020, avançando 2,7 pontos percentuais em relação ao ano anterior. Este resultado foi decorrente do bom desempenho combinado de vários modelos. Vários modelos ganharam participação: Strada (+4,9 p.p.) , Argo (+0,4 p.p.), Mobi e Uno (+0,4 p.p.), Toro (+0,3 p.p.) e Fiorino (+0,2 p.p.). Na Argentina, a Fiat também foi a líder em ganho de participação de mercado (+2,0 p.p.).

“O lançamento da nova Strada e o rebranding da marca nos trouxeram resultados excepcionais, levando a Fiat à liderança de mercado no último trimestre com 18% de participação”, disse Herlander Zola, diretor do brand Fiat para a América Latina e operações comerciais Brasil.

A Jeep, por seu lado, manteve a liderança entre os SUVs, com 20,9% de participação, mas perdeu o posto de utilitário esportivo mais vendido do Brasil para o Volkswagen T-Cross, que vendeu 60 mil unidades. A dupla da Jeep, Renegade e Compass, venderam 57 mil e 53 mil, respectivamente. 

Mas em dezembro o Jeep Renegade registrou o melhor mês de vendas de sua história, com 7.875 unidades emplacadas, superando o recorde anterior de dezembro de 2015 com 6.976 carros emplacados. O lançamento do Renegade Moab trouxe o aclamado motor turbo diesel de 170 cv da Jeep para um segmento maior de consumidores.

Jeep lidera o segmento de SUVs pelo quinto ano consecutivo.
Jeep lidera o segmento de SUVs pelo quinto ano consecutivo.
Foto: FCA / Divulgação

Vale dizer que a Ram não é exatamente um caminhão, mas, pelo menos por enquanto, suas vendas estão indo para este segmento. E com um detalhe: registrados como Dodge, pois ninguém na FCA se preocupou em atualizar os dados para a Anfavea. Pior para a Ram, que conseguiu o histórico resultado de 1.474 picapes vendidas, mas seu nome sequer aparece para quem consulta a Carta da Anfavea.

Eis mais uma pequena missão para Breno Kamei, diretor de Portfólio, Pesquisa e Inteligência Competitiva e das marcas Ram, Dodge e Chrysler. “Apesar dos desafios enfrentados em 2020 a Ram, que atua no segmento premium, teve o melhor ano desde 2005, duplicando o volume de vendas em comparação a 2019”, disse Kamei. “Também registramos o sucesso do lançamento inédito da Nova Ram 1500 com pré-venda. São resultados que nos deixam ainda mais otimistas para 2021.”

Resta saber se as marcas Chrysler e Dodge, que também estão sob o chapéu de Kamei e somaram 122 vendas no ano passado, terão alguma estratégia diferente para 2021. Comenta-se até que a FCA acabará com a marca Chrysler depois da fusão da FCA com a PSA, que resultou na Stellantis.

 

Veja também:

Mercedes GLB 200, um SUV de 7 lugares com motor 1.3
Guia do Carro
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade