0

iFood faz parceria com Zee.Now e passa a oferecer produtos para pets

Itens como rações, tapetes higiênicos e brinquedos para animais de estimação estarão disponíveis no iFood

13 fev 2020
05h10
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

O aplicativo do iFood agora vai oferecer produtos para animais de estimação. A startup de delivery revelou ao Estado que fechou uma parceria com a Zee.Now, braço da empresa de acessórios Zee.Dog que oferece entrega em domicílio de diversos itens de pet shop, tanto para cães quanto para gatos.

A Zee.Now terá uma aba dentro do iFood, onde os usuários poderão comprar rações, petiscos, tapetes higiênicos, areia sanitária, produtos de higiene e brinquedos para animais de estimação.

Lançada em maio do ano passado, a Zee.Now compra os itens direto da indústria e faz a entrega a partir de centros de distribuição, para facilitar a logística. No caso dos produtos comprados diretamente pelo aplicativo da Zee.Now, os entregadores, chamados de "Zee.Man", são terceirizados. Nos pedidos pelo iFood, isso vai mudar: os itens vendidos no app de delivery serão entregues pelos entregadores parceiros do iFood, que vão pegar os produtos nos centros de distribuição da Zee.Now e levá-los aos clientes. Além da vitrine no iFood, o aplicativo da Zee.Now também vai continuar funcionando separado - o serviço da empresa funciona 24h por dia.

Trata-se da primeira iniciativa no iFood no mercado pet, que movimentou R$ 34,4 bilhões em 2018, de acordo com os dados mais recentes do Instituto Pet Brasil (IPB). "Há algum tempo já vínhamos recebendo demanda por esse tipo de produto e agora passaremos a atendê-las", diz Lucas Passos, diretor de novos negócios da startup.

O recurso começará a ser disponibilizado inicialmente nas cidades de São Paulo e Rio de Janeiro - a empresa tem planos de expandir a operação para outras capitais em breve.

A Zee.Now foi criada pelos irmãos gêmeos Thadeu e Felipe Diz, donos da empresa de acessórios Zee.Dog, como uma iniciativa na área de startups. A Zee.Dog está há sete anos no mercado e distribui produtos para vários países - a marca tem inclusive uma loja em Nova York.

Veja também:

#BlackLivesMatter força posicionamento das Big Techs
Estadão
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade