PUBLICIDADE

Demi Lovato e Softbank investem em startup imobiliária para baixar preço de aluguéis

Cantora americana e fundo de investimento japonês participaram de uma rodada de US$ 27 milhões, totalizando US$ 50 milhões de investimentos recebidos pela June Homes

26 set 2021 18h00
ver comentários
Publicidade

A cantora americana Demi Lovato e o fundo de investimento japonês Softbank juntaram-se para investir na startup imobiliária June Homes, que anunciou na quarta-feira passada, 22, que recebeu US$ 27 milhões em um aporte para acelerar a expansão do negócio da empresa no mercado dos Estados Unidos.

Na rodada, o Softbank foi quem liderou o investimento, enquanto Demi atuou como investidora-anjo, categoria em que os cheques são bancados pela própria pessoa, junto com o fundador do site de portfólio online Behance, Scott Belsky, e Oskar Hartmann. Também participaram a TQ Ventures (fundada pelo manager do mundo da música Scooter Braun, Schuster Tanger e Andrew Marks), FJ Labs, Reshape e Quiet Capital.

Ao todo, a June Homes já recebeu US$ 50 milhões, declarou ao site especializado Tech Crunch. A rodada de US$ 27 milhões faz parte do investimento série B, quando a startup tenta acelerar a expansão do modelo de negócio, já testado em pequena escala.

A June Homes usa inteligência artificial e algoritmos para "corrigir" distorções nos preços dos contratos de aluguéis de apartamentos que precisam de reparo, por exemplo. O sistema da startup faz a inspeção, atualização, renovação e listagem das unidades para aluguel em menos de 72 horas. Segundo a companhia, pessoas podem resolver todas as burocracias e se mudar para o apartamento em "menos de três horas". Locatários podem alugar unidades mobiliadas, compartilhadas ou com estadia curta ou longa, de até 18 meses.

Já para os locadores, a startup promete ajudá-los a alugar os imóveis mais rapidamente e ajudá-los com calotes, se necessário. A June Holmes elimina taxas e cauções, já que processa todos os pagamentos em sua própria plataforma, por onde cobra uma "pequena taxa" dos proprietários ou arrecada um serviço dos inquilinos mensalmente, diz.

A June Holmes está nas cidades americanas de Nova York, Washington DC, São Franscisco, Los Angeles, Philadelphia e Boston. Com o aporte, além da expansão pelos Estados Unidos, o plano é começar a entrar em mercados internacionais em até 18 meses.

Estadão
Publicidade
Publicidade