7 eventos ao vivo

Página compara cenas de clássicos com roteiros originais

Script to Screen, no Instagram, em cerca de seis meses já alcançou mais de 62 mil seguidores

13 mar 2018
12h06
atualizado às 12h34
  • separator
  • comentários

O prêmio de atuação para atrizes e atores de Hollywood é exigente e sempre controverso. Às vezes é difícil perceber o que os especialistas viram em determinado astro, mas em grande parte das obras indicadas é muito fácil enxergar as razões que concedem um Oscar, um Emmy, um SAG, um BAFTA ou um Globo de Ouro a alguém. E quando se fala de direção ou edição, ainda existe uma ideia muito limitada do quão trabalhoso essas ocupações podem ser.

Os scripts de filmes possuem, além das falas que a personagem deve dizer, descrições detalhadas de expressões ou reações à cena
Os scripts de filmes possuem, além das falas que a personagem deve dizer, descrições detalhadas de expressões ou reações à cena
Foto: Reprodução

Pensando em promover uma apreciação mais ampla e, claro, um entendimento melhor de como funciona o roteiro, a direção, a edição e a atuação, um jovem americano, junto de seus irmãos, criou o perfil Script to Screen no Instagram - algo como Do Roteiro à Tela, em inglês. Os vídeos, que antes serviam como uma espécie de educação para eles, acabaram sendo rapidamente reconhecidos e a página virou um grande sucesso na rede social.

A Script to Screen foi criada em setembro de 2017 e, em cerca de seis meses, já alcançou mais de 62 mil seguidores, enquanto seguia compilando cenas de grandes filmes, que poderiam servir de inspiração a alguém. A ideia é reunir partes clássicas com excelentes atuações em foco, e enquanto a reprodução vai sendo exibida, a leitura dinâmica do roteiro segue junto com o vídeo.

 

: The Shape Of Water (2017) #OscarsWeek What film do you think will win #BestPicture? • Directed by: Guillermo del Toro • Written by: Guillermo del Toro & Vanessa Taylor • Did you know? When "The Shape of Water" premiered at the Toronto International Film Festival in 2017, the screening was held in the Elgin Theatre. The interior scenes of the theater in the film were shot in the Elgin Theatre, so as the audience was watching the film, they were seeing the same theater on screen that they were sitting in. #theshapeofwater #guillermodeltoro #sallyhawkins #octaviaspencer #michaelshannon #dougjones #oscars #theoscars #academyawards #bestdirector #bestactor #bestactress #scripttoscreen #screenplay #script #actor #film

Uma publicação compartilhada por Script to Screen (@script.to.screen) em

Os scripts de filmes possuem, além das falas que a personagem deve dizer, descrições detalhadas de expressões ou reações à cena. Estas minúcias sendo mostradas em conjunto com o filme são bastante interessantes, em especial para os entusiastas ou até mesmo para quem pensa em seguir carreira no cinema.

As cabeças por trás do projeto

O criador John Kinnane é um adolescente norte-americano de apenas 17 anos que se define como um aspirante a roteirista e diretor de cinema. Em sua descrição de perfil no Instagram, inclusive, ele se mostra um apaixonado pela sétima arte, evidenciando uma citação do falecido e inovador diretor britânico Alfred Hitchcock: "o roteiro, o roteiro e o roteiro". A frase em questão se refere aos três alicerces de um grande filme.

Em contato com o site Nexo, o jovem disse que concorda completamente com Hitchcock em sua fala, pois a história é um dos aspectos mais fundamentais para se criar um grande longa-metragem. Kinnane é, junto a sete de seus irmãos, um dos integrantes da produtora Kinnane Films.

O perfil Script to Screen parece também servir como uma fonte de inspiração para o próprio Kinnane, já que, de acordo com o jovem, sempre que é preciso buscar respostas referentes aos roteiros para filmes e curtas lançados pela sua produtora, ele recorre a cenas icônicas de longas com propostas similares aos projetos e analisa seus roteiros.

 

Swipe ← • ◦ ◦ ◦ "Pulp Fiction" (1994) "I wanna dance." • Directed by: Quentin Tarantino • Written by: Quentin Tarantino • Cinematography by: Andrzej Sekula • Did you know? Uma Thurman originally turned down the role of Mia Wallace. Quentin Tarantino was so desperate to have her as Mia, he ended up reading her the script over the phone, finally convincing her to take on the role. • Suggested by: @youngmoola @dead_cinema_society @thejaredmackshow @Shehryaar30 @javier_fraile2 @mujtaba_316 @gabibusico @paapiix @_anto_vincenti_ @Maxlibell @Abhishekmm1 @Aditya.vikas.choudhary @Tevan.artsruni @mickeytetrov @tomas_meruvia @elena_bufano @dylan.macgregor @Pablooarenas @jeanet.frdt @davidecrci @Priyadharshan @Zornhubpremium @jeeva_venkatesan97 @mirixctrl @ali_mansoori @Sofsaszy

Uma publicação compartilhada por Script to Screen (@script.to.screen) em

Para Kinnane, um dos motivos que levou as pessoas a gostarem de seus vídeos é porque estes podem ser instigantes e motivadores. "Eles podem mostrar como nossos diretores, roteiristas e atores favoritos têm todo um estilo especial e formas únicas de contar uma história. Acho que quem gosta de filmes pode apreciar o duro processo criativo de se fazer um filme. Eles mostram que esses filmes que todos estimamos começaram com algumas palavras em um papel e terminaram com belas atuações e edições", comenta o jovem.

Ele ainda cita a relação entre os astros, o roteiro e a direção, destacando como poucas linhas de diálogo são suficientes para criar cenas inesquecíveis, e como improvisos podem florescer incríveis atuações; em especial porque cada ator ou atriz executa as falas a seu próprio modo, acrescentando ou removendo detalhes do roteiro. "Vê-los imergindo em seus personagens é algo incrível", acrescenta Kinnane.

A tendência criada pelo jovem parece ter chamado a atenção não apenas do público, mas também de outras empresas. Afinal, quatro meses após o lançamento da Script to Screen, o canal oficial da Disney Pixar no YouTube passou a exibir vídeos em um formato semelhante. Se foi influenciado pelo trabalho de Kinnane ou não, eis o grande mistério.

Canaltech Canaltech

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade