PUBLICIDADE

Situação de perigo no Sul

Chuva volta a deixar Região em alerta! O risco é de temporais, ventania e acumulados expressivos

27 nov 2023 - 15h46
Compartilhar
Exibir comentários

Texto por, Guilherme Alves - meteorologista da Climatempo

A persistência da chuva no sul do Brasil têm gerado crescentes preocupações entre a população. Na última semana, os estragos causados por fortes precipitações agravaram uma situação já crítica nos últimos meses. Os rios nas bacias estaduais atingiram níveis extremamente elevados, destacando a gravidade do cenário. Destaca-se o caso das Cataratas do Iguaçu, no Paraná, que registrou uma vazão de 24,2 milhões de litros de água por segundo, marcando o terceiro maior volume em 40 anos.

Esta é uma expressão clara da intensidade das chuvas na Região. Em Santa Catarina, 136 municípios enfrentam ocorrências, e 89 cidades estão em estado de emergência. No Rio Grande do Sul, São Sebastião do Caí teve a maior cheia registrada no último domingo (19), enquanto o nível do Guaíba, em Porto Alegre, atingiu 3,30 metros na segunda-feira (20), alcançando a marca mais alta em 80 anos. Em Gramado, moradores do bairro Três Pinheiros foram evacuados devido a rachaduras, algumas chegando a 150 metros, ameaçando a região residencial. Este evento destaca os riscos imediatos enfrentados pela população local.

Foto: Climatempo

Foto: Getty Images

Balanço dos últimos 90 dias

Nos últimos 90 dias, as cidades do sul do Brasil enfrentaram volumes de chuva notavelmente elevados, quase equiparando-se às médias anuais climatológicas. Os dados revelam a excepcionalidade desses eventos, enfatizando a intensidade extraordinária das chuvas na região. Em Passo Fundo-RS, por exemplo, o acumulado de chuva nos últimos 90 dias atingiu impressionantes 1501.1mm, quase equiparando-se à média anual de 1927.5mm. Da mesma forma, em Canela-RS, os 1186.2mm registrados se aproximam da média anual de 1822.9mm. Joaçaba-SC e Palmas-PR também testemunharam acumulados notáveis, ressaltando a intensidade dessas precipitações.

Temporais continuam e risco de transtornos aumenta

Terça-feira: A previsão indica chuva persistente na Região Sul, especialmente no Paraná e Santa Catarina, com alerta para tempestades e chuvas volumosas. A faixa norte do Rio Grande do Sul e norte do Paraná estão sob risco de temporais. A região oeste, sudoeste e parte da central do Rio Grande do Sul verão o sol, mas nas demais áreas, a nebulosidade e chuva intensa são esperadas ao longo do dia.

Quarta-feira: Apesar do retorno do sol em boa parte das regiões, a instabilidade persiste. Pancadas de chuva são previstas entre o oeste do Rio Grande do Sul e norte do Paraná, enquanto a faixa central e sul do Rio Grande do Sul permanece com predominância de sol, sem previsão de chuva.

Quinta-feira: O tempo permanece instável nos três estados, com sol aparecendo em todas as regiões. No entanto, há previsão de pancadas de chuva entre o sudoeste do Rio Grande do Sul e o norte do Paraná. Não são esperadas chuvas apenas no sul e litoral sul do Rio Grande do Sul.

Sexta-feira: A sexta-feira traz tempo firme entre o nordeste do Rio Grande do Sul e sudeste do Paraná. Nas demais regiões, o sol continua aparecendo, mas há previsão de pancadas de chuva entre a tarde e noite. A situação climática ainda demanda atenção e monitoramento constante.

Climatempo
Compartilhar
Publicidade
Publicidade